Lagoa aposta nos jovens do concelho

Lagoa aposta nos jovens do concelho

503
PARTILHE
Sopros e Percussao
Estágio realiza-se pelo oitavo ano consecutivo

A Câmara de Lagoa e a Academia de Música de Lagos / Conservatório de Música de Lagoa promoveram, pelo oitavo ano consecutivo, o Estágio Juvenil de Sopros e Percussão – Nova Filarmonia, incluído nos Concertos da Academia 17, para o qual foram convidados professores e alunos das Bandas Filarmónicas de todo o país para integrarem uma semana intensiva de música.

O estágio destinou-se a alunos dos dez aos 18 anos (idades correspondentes ao ensino básico e secundário), proporcionando-lhes a oportunidade de criarem hábitos de trabalho e desenvolverem o gosto de tocar em conjunto e em público.

A estratégia pedagógica foi direccionada para uma vertente orquestral, com flauta transversal, oboé, fagote, clarinete, saxofone, trompete, trompa, trombone, eufónio, tuba, percussão, violoncelo, contrabaixo e piano, num repertório eclético que passou pelo infantil, cinematográfico, pop, blues, erudito e algumas peças a solo, de acordo com as capacidades dos alunos que nele participaram.

A iniciativa que procura complementar a oferta e dar um contributo importante para a arte de tocar em conjunto, estimulando o gosto pela música e enriquecendo o património artístico regional.

Sopros e Percussao1
Professores e alunos das Bandas Filarmónicas de todo o país foram convidados a participar
Câmara apoiou a participação de jovens nos Cursos de Verão da UAlg
- Pub -

No âmbito de um Protocolo com a Universidade do Algarve (UAlg), a Câmara de Lagoa apoiou cinco jovens do quadro de excelência da Escola Secundária Padre António Martins de Oliveira, a única do concelho que tem Ensino Secundário, na sua participação nos Cursos de Verão da UAlg.

De 3 a 7 de Julho, os alunos tiveram contacto com alunos e docentes da UAlg, vivenciaram a realidade académica dos campus da Penha e de Gambelas e, simultaneamente, experimentaram diversas áreas de estudo: Ciências, Comunicação e Design, Desporto, Saúde, Economia, Gestão e Turismo, Empreendedorismo, Engenharias e Tecnologia e Línguas e Humanidades.

Os jovens adquiriram experiências nas diversas áreas de ensino e investigação, o que ajudou a facilitar o processo de escolha vocacional no Ensino Superior.

(Cátia Marcelino / Henrique Dias Freire)

Facebook Comments

Comentários no Facebook