Novo terminal do Aeroporto de Faro pode acolher 22 milhões de passageiros...

Novo terminal do Aeroporto de Faro pode acolher 22 milhões de passageiros por ano (actualizado)

2425
PARTILHE
- Pub -
aeroporto geral
Aeroporto tem agora um terminal moderno e amplo capaz de suportar até 22 milhões de passageiros anualmente

O novo terminal do Aeroporto de Faro foi inaugurado esta manhã pelo primeiro-ministro António Costa que se fez acompanhar pelo ministro das Infraestruturas, Pedro Silva Marques, e pela secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho.

Em dia do seu 56º aniversário e depois de ter passado por Olhão para visitar a empresa Sparos, spin-off do Centro de Ciências do Mar da Universidade do Algarve, que se dedica à inovação e desenvolvimento de novos produtos, tecnologias e processos para a alimentação de peixes, o primeiro-ministro chegou ao aeroporto perto das 11.30 horas e começou a visita à nova infra-estrutura com o descerramento de uma placa inaugural das obras de remodelação do terminal aeroportuário.

Novo design e espaços amplos para um aeroporto que cresceu no ano passado acima dos 18% em passageiros

Num tour rápido pelas instalações António Costa pôde aperceber-se desde logo das enormes mudanças que sofreu o terminal na área ‘terra’ – aquela a que se pode aceder sem transpor os serviços de controlo transfronteiriço – com a aerogare a mostrar-se agora ampla e totalmente renovada, com um design moderno e marcado pelas cores claras e pelas aplicações de madeira que percorrem todo o tecto do vão da infra-estrutura.

A amplitude de espaço criada com o avanço para  norte da aerogare permite que a zona de chek-in deixe de ser marcada pelo acúmulo de centenas e centenas de passageiros que se acotovelavam nas horas de maior procura da área de partidas e, ao mesmo tempo, permite que a zona de chegadas acolha com toda a comodidade a saída de passageiros e a espera destes pelos operadores turísticos.

Obras não estão completamente concluídas

A visita do primeiro-ministro ao terminal de Faro deixou de fora a chamada zona internacional, onde ainda decorrem trabalhos de conclusão das obras, em particular ao nível da zona comercial.

O director do Aeroporto de Faro esclareceu que espera ver estes trabalhos concluídos até ao final de Agosto no que toca à construção e que, seguidamente, serão os concessionários comerciais a desenvolverem os trabalhos de instalação das respectivas lojas.

Ao POSTAL, no entanto, fonte ligada à fiscalização das obras no aeroporto garantiu que “os trabalhos em curso embora tenham baixo impacto na operação do aeroporto deverão durar pelo menos até finais de Setembro, já que até à conclusão integral ainda há muito por fazer”.

22 milhões de passageiros de capacidade máxima

O novo terminal pode acolher no chamado ‘lado ar’ “até 22 milhões de passageiros”, disse ao POSTAL o director do aeroporto algarvio, Alberto Mota Borges, o que permitirá uma extensão de vida útil do terminal “durante vários anos”.

Mas o responsável do aeroporto recorda que a infra-estrutura “não é um elemento único, mas antes uma soma de vários elementos que podem e devem ser adaptados às necessidades a cada momento e de acordo com a evolução da procura”.

Aeroporto preparado para evoluir de acordo com a procura
Alberto Mota Borges
Alberto Mota Borges, director do Aeroporto de Faro, realça a capacidade de crescimento do aeroporto até aos 22 milhões de passageiros de acordo com a procura

Assim os vários serviços do aeroporto não estão todos preparados para os 22 milhões de passageiros (capacidade máxima), mas podem criar-se a todo o tempo soluções que permitam acomodar, em particular no ‘lado terra’ aquele que vier a ser o fluxo de passageiros em cada momento.

Exactamente por isso neste momento, como confirmou ao POSTAL Alberto Mota Borges, “não foram aumentados o número de balcões de check-in nas partidas, nem o número de tapetes de processamento e recolha de bagagem nas chegadas”, mantendo-se a oferta igual à existente anteriormente.

Não obstante, acrescenta o responsável, “a evolução do tráfego no Aeroporto de Faro tem indicado um crescimento de passageiros e uma diminuição da bagagem por passageiro”, o que permite que a capacidade actualmente instalada tenha margem de crescimento no que toca a processamento de passageiros.

Reforço substancial da área de controlo fronteiriço estará operacional ainda em Agosto
aeroporto zona de controlo
Área de controlo de passageiros, bagagens e passaportes, passa para o primeiro piso e pode receber até 18 linhas de processamento para o SEF

Onde houve reforço da operacionalidade do aeroporto foi ao nível dos controlos de passageiros, bagagens e passaportes, que pode agora crescer até aos 18 linhas de operação (onde só eram possíveis 11).

Neste capítulo, onde o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) desempenha um papel fundamental, Alberto Mota Borges, realça “a perfeita articulação do SEF com o aeroporto e a sempre capaz resposta do mesmo às necessidades operacionais”.

O responsável pela infra-estrutura sublinha ainda que “até Agosto serão instalados na zona de controlo de passaportes e bagagens, situada no primeiro piso do terminal, novos equipamentos de controlo ‘state of the art’ que permitirão oferecer aos passageiros maior comodidade e um tratamento mais amigável nesta que é sempre uma zona crítica dos aeroportos”.

Os novos números da capacidade aeroportuária do Algarve
placa
António Costa no momento em que descerrou a placa de inauguração do novo terminal esta manhã

Inaugurado o novo terminal e concluídas as duas fases das obras iniciadas há anos no Aeroporto de Faro, que implicaram um investimento total de cerca de 91 milhões de euros, 40 dos quais nesta segunda fase agora inaugurada, a renovada porta do Algarve para o mundo tem capacidade para:

Operar, neste momento, até 12 milhões de passageiros anualmente (7.632.857 passageiros no último ano);
Permitir o embarque e desembarque de três mil pessoas por hora (2.400 anteriormente);
instalar até 18 linhas de controlo de passaportes e documentos;
Acolher 30 movimentos de aeronaves por hora (24 anteriormente);
Ter estacionadas em placa 30 a 37 aeronaves (mantém-se a mesma capacidade anterior)

Quanto a números o terminal do Aeroporto de Faro cresce de 81.200 metros quadrados para 93.120 e área de retalho (zona comercial) cresce de forma relevante quer no lado terra, quer no lado ar da aerogare.

O lado nacional da aerogare cresce 6.324 metros quadrados e recebe novos serviços e valências, a zona de controlo de passageiros e bagagens no primeiro piso atinge agora 4.770 metros quadrados e as chegadas vêem aumentado o espaço de acolhimento de passageiros de forma considerável.