António Miguel Pina tranquiliza habitantes da Ilha da Armona

António Miguel Pina tranquiliza habitantes da Ilha da Armona

1196
PARTILHE
ilha da Armona.
Presidente de Olhão recebeu delegação de moradores da Ilha da Armona

O presidente da Câmara de Olhão, António Miguel Pina, recebeu hoje, 17 de Agosto, uma delegação de moradores da Ilha da Armona que manifestou preocupação em relação à possibilidade de demolição das casas.

António Miguel Pina abriu as portas do Salão Nobre dos Paços do Concelho a todas as pessoas que faziam parte da concentração e explicou-lhes em concreto o que está em causa, mostrando-se convicto de que a questão vai ser resolvida tão breve quanto possível, com base nas conversações que mantém, há já algum tempo, com o ministro do Ambiente, Matos Fernandes, sobre a matéria.

O autarca fez questão de mencionar o processo de construção da sede da LAIA – Associação de Defesa da Ilha da Armona, em relação ao qual o Supremo Tribunal Administrativo se pronunciou favoravelmente por considerar válido e legal o Plano de Pormenor da Autarquia.

Autarca mostra-se convicto na resolução da questão

Questionado sobre o que poderá ser feito para resolver de vez este diferendo, o presidente da Câmara não hesitou em apontar a aprovação do Plano de Intervenção e Requalificação (PIR) da Armona, que altera definitivamente o perímetro da concessão, e que se encontra na gaveta há ano e meio, tal como o PIR da Culatra, que veio recentemente a ser aprovado.

- Pub -

 

Ilha da Armona
António Miguel Pina mostra-se convicto de que tudo se vai resolver a contento da população

Sobre que passos poderá dar a Autarquia dentro das suas competências para resolver este diferendo, António Miguel Pina sossegou os presentes: “como autarca de Olhão, asseguro-vos que temos um olhar muito atento sobre a Ilha da Armona, as suas especificidades e necessidades. Estou convicto de que este diferendo se resolverá a contento da população da Armona, se não estivesse não teria colocado a concurso a empreitada do saneamento e modernização da rede de abastecimento de água à ilha, que significa para a autarquia um investimento de 2,5 milhões de euros. É esta a força da minha convicção”.

Plano de Intervenção e Requalificação da Armona precisa de aprovação

O autarca vai reunir-se novamente com o Ministro do Ambiente a 21 de Agosto para debater o assunto e está confiante de que, neste encontro, sejam dados passos definitivos no sentido da aprovação do PIR da Armona: “para quem já conseguiu a alteração da intenção de demolir todas as casas na Culatra; para quem já conseguiu, ou está prestes a conseguir, colocar saneamento na Ilha da Armona; para quem já conseguiu que as pessoas que vivem desde sempre na Culatra venham a ter as suas licenças, como vocês já têm na Armona, esta é mais uma batalha que vou travar com gosto em defesa das populações das ilhas, até porque vivemos outros tempos, com outro Governo, com um primeiro-ministro e com um ministro do Ambiente com o qual temos relações cordiais e privilegiadas”.

António Miguel Pina refere ainda que “o mais difícil está feito e falta agora fazer o mais fácil: aprovar o PIR da Ilha da Armona”.

(Cátia Marcelino / Henrique Dias Freire)

Facebook Comments

Comentários no Facebook