Festival do Marisco traz primeiro-ministro a Olhão

Festival do Marisco traz primeiro-ministro a Olhão

925
PARTILHE
antonio costa
António Costa preside à inauguração do festival na próxima quinta-feira

O primeiro-ministro, António Costa, preside à inauguração do 32º Festival do Marisco de Olhão, já na próxima quinta-feira, 10 de Agosto, no Jardim do Pescador Olhanense. O primeiro-ministro faz-se acompanhar pela ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, e pelo secretário de Estado das Pescas, José Apolinário.

O maior certame gastronómico a sul do país é uma iniciativa do município de Olhão, com organização da empresa municipal Fesnima, e prima mais uma vez, pela oferta dos melhores mariscos e bivalves que o mar português e a Ria Formosa têm para oferecer.

A par do marisco, tal como o POSTAL noticiou, está uma animação musical de luxo, com um cartaz que promete ser um dos melhores de sempre, com artistas como Tony Carreira (10 de Agosto), Richie Campbell (11 de Agosto), D.A.M.A (12 de Agosto), Diogo Piçarra (13 de Agosto), Nelson Freitas (14 de Agosto) e Seu Jorge (15 de Agosto).

Organização volta a apostar nos bilhetes a preços acessíveis
festival do marisco
Preço dos ingressos varia entre os seis e os nove euros

A grande inovação deste ano prende-se com o lançamento do Bilhete Festival, disponível através da Ticketline e rede de distribuição, válido para os seis dias do evento, que pode ser adquirido a um preço mais económico: 36 euros para adultos e 18 euros para crianças.

À semelhança do ano passado, a organização volta a apostar nos ingressos a preços acessíveis, de forma a proporcionar a um público cada vez mais vasto a oportunidade de participar no evento. À excepção do primeiro e último dia do festival, em que os ingressos custam nove euros, para os restantes dias, os preços das entradas ficam-se pelos seis euros. As crianças até aos seis anos não pagam entrada e os jovens entre os sete e os 12 anos têm 50 por cento de desconto no bilhete.

O que também se mantém é a qualidade dos mariscos e bivalves confeccionados ao longo dos seis dias, cozinhados como só os olhanenses sabem, e que atraem tantos visitantes a Olhão. Sapateiras, santolas, lavagantes, ostras, gambas, camarões, amêijoas, conquilhas ou berbigões prometem fazer as delícias de todos, assim como as famosas açordas de marisco, cataplanas, arroz de marisco ou paellas.

(Cátia Marcelino / Henrique Dias Freire)

Facebook Comments

Comentários no Facebook