Paderne acolhe novo Centro de Formação para o sector marítimo

Paderne acolhe novo Centro de Formação para o sector marítimo

1644
PARTILHE
Centro de Formacao
4 Sea – International Academy é o novo Centro de Formação

Dentro de aproximadamente dois anos, Paderne vai acolher o ‘4 Sea – International Academy’, um novo Centro de Formação de excelência no sector marítimo e portuário, reparação naval de embarcações de recreio, entre outras valências complementares.

O futuro Centro de Formação vai ter formadores altamente especializados, instalações modernas e meios técnicos que permitem assegurar a oferta de um conjunto de serviços e formação diversificada nas vertentes operacional, de segurança e ambiente ligadas à operação portuária, actividades náuticas e indústria marítima.

A formação vai decorrer em ambiente real, com recurso a simuladores (navegação, máquinas e comunicações), um tanque especialmente construído para o efeito e oficinas dotadas do mais recente equipamento, que de acordo com os promotores do projecto “vai potenciar ao máximo o emprego no mercado internacional, de portugueses, nomeadamente em plataformas petrolíferas”.

A qualidade da formação é da responsabilidade da Associação de Estudos e Ensino do Mar (AEMAR), que faz formação na área há mais de 26 anos, enquanto a área de investigação científica conta com a parceria da Universidade do Algarve.

Cooperativa Martrain é a responsável pelo projecto
Centro de Formação1
Projecto será construído nos terrenos da antiga Faceal
- Pub -

A ‘4 Sea – International Academy’ é um projecto da responsabilidade da Martrain, uma cooperativa sem fins lucrativos, vocacionada para a formação e prestação de serviços no sector marítimo e portuário, com o apoio da Câmara de Albufeira que cedeu a título gratuito, por um período de 40 anos, quatro hectares (de um total de 22) dos terrenos da antiga Faceal, onde vão ser construídas as futuras instalações do Centro de Formação e da Universidade do Algarve – entidade com a qual foi firmado um protocolo com vista a desenvolver actividades de cooperação, nomeadamente na área da investigação científica e desenvolvimento tecnológico.

O projecto vai ainda disponibilizar instalações de invernagem e reparação naval de embarcações de recreio, com formação on-the-job em áreas fundamentais para o sector.

A oferta formativa inclui: treino básico universal de sobrevivência, treino universal e sua actualização; formação para abandono de helicóptero submerso com EBS; treino de familiarização; Free Fall Lifeboat; curso básico de busca subaquática; intervenção em espaços confinados submersos; manuseamento de extintores; segurança básica STCW/2010; gestão de recursos em simulador de ponte de comando; segurança da condução de máquinas marítimas; segurança em rebocadores portuários; segurança ocupacional hoteleira a bordo de navios; segurança no trabalho a bordo de navios; e segurança no trabalho a bordo dos navios RO/RO.

Projecto é ambicioso e vai fortalecer o concelho de Albufeira
Centro de Formação2
Apresentação do projecto aconteceu no Salão Nobre da Câmara de Albufeira

Carlos Silva e Sousa, presidente da Câmara de Albufeira, refere que este “é um projecto muito ambicioso e uma mais-valia para o concelho e para toda a região do Algarve”. Para o autarca, “o projecto sustentável e unificador que vai fortalecer o concelho no seu todo e projectar ainda mais o nome de Albufeira a nível internacional. O novo Centro de Formação vai voltar Paderne para o mar, com a vantagem de ajudar a combater os problemas de interioridade com que esta freguesia se debate. Especialmente vocacionado para a Juventude, vai atrair jovens de vários pontos do Algarve, do país e até do estrangeiro, que aqui vão receber formação especializada, numa área em forte expansão (actividades ligadas ao mar e aos oceanos), com a qual nos identificamos e que tem uma empregabilidade superior a 90%. Paralelamente, vão ser criados postos de trabalho não sazonais que vão atrair mais pessoas a uma região que é o melhor sítio para viver”.

O projecto que propõe aproximar a formação profissional das reais necessidades da Economia do Mar foi apresentado a 3 de Agosto, no Salão Nobre da Câmara de Albufeira, seguindo-se uma visita às antigas instalações da Faceal, onde foi também apresentada a maqueta e instalado um outdoor para assinalar a data.

A Universidade do Algarve esteve representada pelo vice-reitor, Pedro Ferré, que agradeceu ao município de Albufeira o alto patrocínio concedido a um projecto tão importante para a região e à Martrain por ter escolhido a universidade como um dos seus parceiros privilegiados, “dando-nos a oportunidade de exercer uma das nossas missões mais importantes, associando o saber às empresas. Em Abril de 2015 assinámos um protocolo com a Martrain que irá abranger actividades na área do ensino e da formação e projectos de investigação, em simultâneo com estágios científicos e técnicos”.

Tiago Magalhães, director executivo do Centro de Investigação do Mar do Algarve (CCMAR), referiu o progresso verificado a nível do projecto, “óptimo para a economia do mar e para o cluster do mar”, destacando a importância da existência de “parceiros fortes, diversos e a falarem entre eles para que haja escala, o que é fundamental em termos de financiamento público para que os projectos possam avançar”.

(Cátia Marcelino / Henrique Dias Freire)

Facebook Comments

Comentários no Facebook