Taxa de ocupação hoteleira desce ligeiramente em Junho e Julho

Taxa de ocupação hoteleira desce ligeiramente em Junho e Julho

817
PARTILHE
hotel
Estatísticas da ocupação a cumulada e dos resultados financeiros em subida apesar da queda mensal na ocupação

Segundo os dados divulgados pela AHETA (Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve) a taxa de ocupação hoteleira por quarto no Algarve registou uma descida ainda que ligeira nos últimos dois meses, respectivamente -1% em Junho (dos 82,8% em Junho de 2016 para os 81,8% no mesmo mês de 2017) e – 1,2% em Julho (87,7% em Julho de 2016 para os 86,5% no mesmo mês deste ano).

Segundo a associação a que preside Elidérico Viegas, a subida do mercado alemão (+11,7%) foi a que teve maior destaque.

Mercado Britânico em queda acentuada

Para a AHETA outra das notas de destaque está na acentuada queda da procura pelo mercado britânico, o principal mercado emissor para o Algarve, com um deslize de -12,6%.

Para a associação, este comportamento do Reino Unido vem “no seguimento do brexit e consequente desvalorização da libra em 15% no último ano”.

Uma tendência, refere a mesma fonte, que “deverá acentuar-se no futuro próximo”.

Por zonas geográficas as maiores subidas ocorreram nas zonas de Portimão / Praia da Rocha (+1,3%), e Lagos / Sagres (+1,2%). As principais descidas verificaram-se em Faro / Olhão (-12,9%) e Vilamoura / Quarteira / Quinta do Lago (-10,1%). Albufeira, a principal zona turística do Algarve, registou uma ocupação semelhante à do ano anterior (+0,8%).

Volume de vendas e ocupação acumulada em 2017 aumentam ainda assim

Por sua vez, o volume de vendas aumentou 4,5% durante o mês.
Já em termos acumulados, desde o início do ano, a taxa de ocupação quarto regista uma subida de 2,8% e o volume de negócios um crescimento acumulado de 8,6%.

Facebook Comments

Comentários no Facebook