PSD aposta nos planos de drenagem e mobilidade para mudar Albufeira

PSD aposta nos planos de drenagem e mobilidade para mudar Albufeira

1250
PARTILHE
carlos ss ao alto
PSD repete formula vencedora com Carlos Silva e Sousa ao leme da candidatura a Albufeira

Chama-se Carlos Silva e Sousa e recandidata-se à presidência da Câmara albufeirense pelas cores do PSD que concorre isolado.

O actual autarca diz-se a meio de um ciclo que traçou há quatro anos e quer dar um novo impulso ao concelho.

O candidato afirma que ‘Albufeira XXl – Visão Estratégica’ é um programa com respostas para o concelho que podem fazer a diferença.

As respostas do candidato às perguntas do POSTAL

POSTAL (P): Quais as razões determinantes para que se candidate à Presidência da Câmara?
Carlos Silva e Sousa (CSS): Estamos a meio de um ciclo que traçámos há quatro anos e que pretende dar um novo impulso a Albufeira. Iniciámos o mandato com a intenção firme de estabilizarmos as finanças da autarquia, após a crise vivida. Cumprimos esse objetivo, antecipámos o pagamento do PAEL e essa medida permitiu-nos colocar os impostos municipais nos mínimos legais. Tivemos depois as cheias que nos obrigaram a canalizar recursos financeiros e humanos. Neste período fomos preparando procedimentos e concursos para voltarmos a investir na qualificação urbana, ao mesmo tempo que fomos iniciando e desenvolvendo projetos para implementarmos equipamentos que julgamos serem fundamentais para o futuro do concelho. Estamos, como referi, a meio desse processo e teremos um próximo mandato com um investimento público capaz de responder a muitas preocupações da nossa comunidade. Sentindo que temos o projeto a meio, com certeza que não poderia deixar de manifestar a minha disponibilidade para ma candidatar a Presidente de Câmara.

- Pub -

P: Na sua opinião quais são os problemas fundamentais do concelho?
CSS O nosso projeto identifica várias questões de índole social, mas também ligada à gestão e qualificação da cidade, ao funcionamento dos serviços e à economia e competitividade.

Na componente social, estamos com necessidades ao nível do apoio à população sénior e em termos de habitação. O nosso programa prevê por isso, a construção de três lares e centros de dia, bem como a criação de residências assistidas e unidades de cuidados continuados.

Por outro lado, a questão da habitação vai exigir de nós uma estratégia específica com recurso a múltiplos instrumentos, que estão também plasmados no nosso programa. Na qualificação urbana, a requalificação da zona da Oura, Montechoro e Santa Eulália, são fundamentais para a valorização daquela importante zona turística, bem como um conjunto de arranjos que iremos implementar no centro da cidade. Ainda neste âmbito, um olhar muito atento ao património, onde iremos investir na recuperação e valorização do nosso centro histórico, com várias iniciativas já programadas.

Vamos com certeza melhorar o serviço de higiene urbana e recolha de resíduos, assim como reforçar a nossa política de mobilidade. No campo económico, estamos a trabalhar na instalação no concelho de vário equipamentos que julgamos serem estruturantes para o concelho.

Em Paderne, uma Escola Internacional ligada à formação náutica, em Ferreiras um Pólo Regional do IEFP e um novo Quartel dos Bombeiros Voluntários de Albufeira que irá complementar o existente, e em Albufeira uma Escola Superior de Musica e Artes. Nos serviços, pugnar pela sua melhoria e eficiência, para podermos estar mais perto dos municípios.

Carlos Silva e Sousa - PSD
Carlos Silva e Sousa diz que o seu partido quer Albufeira preparada para o século XXI com visão estratégica

P: A sua candidatura é a melhor opção para dirigir os destinos da Câmara porquê?
CSS Estou convicto de que temos a melhor equipa e o melhor projeto. Em termos de equipa, acompanha-me um núcleo duro que está perfeitamente ciente da realidade do concelho e que está preparada para, logo após a tomada de posse, colocar em prática aquilo que são as ideias e projetos que estamos a desenhar. E isso faz toda a diferença.

Mas temos ainda um conjunto de listas constituídas por gente que está disponível para trabalhar em rede, com todos a remarem para o mesmo lado, colocando o concelho e as suas freguesias acima dos seus interesses pessoais e partidários. Em termos de Programa, sinceramente, acho que não existe comparação em relação ao que é proposto, tal é a diferença no conhecimento dos processos.

Temos propostas objetivas e devidamente justificadas ao invés de propostas genéricas que são apresentadas por outras forças políticas, muitas com total desconhecimento da realidade do concelho.

P: Quais as grandes propostas diferenciadoras da sua candidatura face às dos restantes candidatos?
CSS Temos uma visão estratégica para Albufeira, plasmada no nosso documento “Albufeira XXl – Visão Estratégica” no qual apresentamos um olhar de conjunto para o concelho. Não apresentamos medidas avulsas, nem tão pouco ideias vazias de “mais” e “melhor”.

Somos muito objetivos naquilo que propomos e essa objetividade decorre da nossa experiência das necessidades do concelho e do conhecimento em relação ao andamento dos diversos dossiers. A aposta no património e na formação são, julgo, altamente diferenciadoras, assim como aquilo que iremos fazer na cultura e nos espaços verdes e lazer.

PA: As duas primeiras medidas estruturantes a avançar caso vença as eleições, quais serão?

O Plano de Drenagem de Albufeira será com certeza uma obra de grande impacto na cidade, e que irá prevenir situações futuras que possam ocorrer. Considero que se trata de um investimento estruturante para Albufeira.

Também o Plano de Mobilidade que tem a ver com gestão de trânsito, estacionamento, transportes, acessibilidades, será um importante sinal de modernidade, onde incluímos muitas medidas ligadas à proteção ambiente. Uma palavra ainda para os equipamentos que referi atrás, que julgo serem fundamentais para darmos um novo impulso ao concelho.

Facebook Comments

Comentários no Facebook