CDU quer Tavira uma cidade mais verde

CDU quer Tavira uma cidade mais verde

785
PARTILHE
miguel cunha CDU tavira
Miguel Cunha é o candidato da coligação que une PCP e PEV

A CDU volta a candidatar-se à presidência  da Câmara de Tavira e na cidade do Gilão aposta forte em Miguel Cunha.

O candidato diz querer Tavira uma cidade mais verde e com uma gestão mais descentralizada sob a batuta da CDU numa gestão que promete desapegada de interesses pessoais.

As respostas do candidato às perguntas do POSTAL

POSTAL (P): Quais as razões determinantes para que se candidate à Presidência da Câmara?
Miguel Cunha (MC): Candidato-me inserido num projecto autárquico suportado pelo PCP, os Verdes e numerosos independentes, para intervirmos na vida do município, defender os interesses dos trabalhadores e da população, encontrar as melhores soluções para Tavira. Uma candidatura dos tavirenses para os tavirenses, que responda ao presente e prepare o futuro.

P: Na sua opinião quais são os problemas fundamentais do concelho?
MC: A dependência da monocultura do turismo de ‘sol e praia’ e da sua sazonalidade. A centralização excessiva da actividade camarária, esquecendo as freguesias do barrocal e da serra. A degradação dos edifícios e das habitações do casco velho da cidade. O sempre problemático estacionamento automóvel numa estrutura viária como Tavira que não foi pensada para esse efeito.

- Pub -

A necessidade de criação de zonas pedonais, de lazer e recreio, no centro urbano da cidade e nas freguesias, dotando-as de zonas verdes. A preservação do património natural e paisagístico e a recuperação do património histórico, onde se reveste de particular importância a zona dos Moinhos da Rocha/Pego do Inferno e Cidade da Balsa. A necessidade de aumentar o investimento da autarquia, dinamizar economicamente o concelho, incluindo as vocações agrícola e marítima.

P: A sua candidatura é a melhor opção para dirigir os destinos da Câmara porquê?
MC: Somos independentes de interesses instalados e podemos combinar o desapego pessoal ao poder com o esforço de promover o trabalho colectivo e a participação popular. Com isso, orientar a gestão por critérios de serviço público, de preocupações sociais e de recuperação económica.

P: Quais as grandes propostas diferenciadoras da sua candidatura face às dos restantes candidatos?
MC: Para responder a esta questão era necessário conhecer as “grandes propostas diferenciadoras (…) dos restantes candidatos”, o que não acontece.

P: As duas primeiras medidas estruturantes a avançar caso vença as eleições, quais serão?
MC: 1º: Estabelecer uma ligação mais próxima com as freguesias, principalmente as de fora da cidade, descentralizar as reuniões de câmara e assembleia realizando-as nas diversas freguesias, abrindo-as à participação pública, para melhor conhecer os problemas e anseios das populações.

2º: Fazer de Tavira uma ‘Cidade Verde’, tendo sempre presente a necessidade de criação de zonas pedonais, de lazer e recreio, no centro urbano da cidade e nas freguesias, onde essa possibilidade exista, dotando-as de zonas verdes.

Facebook Comments

Comentários no Facebook