Café Aliança já circula pelo país sob a forma de selo

Café Aliança já circula pelo país sob a forma de selo

931
PARTILHE

O café Aliança, situado na baixa de Faro, integra desde ontem a segunda edição da emissão filatélica dos CTT dedicada aos ‘Cafés Históricos’ de Portugal. A apresentação do novo selo foi realizada ontem no café farense, que abriu portas ao público com a actual configuração em 1932.

O selo alusivo ao café Aliança
O selo alusivo ao café Aliança

Na cerimónia a que presidiu o director comercial dos CTT para o Algarve, marcaram presença Rogério Bacalhau, presidente da Câmara local, e a directora regional de Cultura, Alexandra Gonçalves, além do actual proprietário do Aliança.

O selo do café Aliança integra assim, desde ontem à tarde, o segundo grupo de selos da emissão ‘Cafés Históricos’ a par de outros quatro espaços emblemáticos portugueses: o café d’A Brasileira (Braga), o Manuel Natário (Viana do Castelo), o Milenário (Guimarães), o Piolho (Porto) e o Versailles (Lisboa).

Faro ganha carimbo dos CTT exclusivo desta edição 

Os cinco selos que recordam cinco cafés históricos do país
Os cinco selos que recordam cinco cafés históricos do país

De acordo com o responsável comercial dos CTT no Algarve, em declarações ao POSTAL, “além de passar a integrar a edição ‘Cafés Históricos’, Faro tem agora e pela primeira vez desde 2004 um carimbo oficial dos CTT”.

“É a existência deste carimbo com referência directa à cidade que associada ao novo selo faz desta emissão filatélica algo raro”, destaca o responsável dos correios, acrescentado que “esta situação não sucedia desde que Faro foi Capital Nacional da Cultura em 2005, ocasião em que os CTT lançaram um selo comemorativo do evento – ainda em 2004 – acompanhado de um carimbo  como referência expressa à cidade”.

Rogério Bacalhau agradece a iniciativa dos CTT e destaca a importância da salvaguarda do património

O presidente da Câmara local, Rogério Bacalhau, na curta intervenção que fez na cerimónia de apresentação do novo selo, destacou “a importância do café Aliança e da sua recente reabertura e restauro como forma de preservação do património da cidade” e não deixou de endereçar aos CTT um agradecimento “pelo destaque que é dado ao café farense nesta edição filatélica”.

A nova emissão filatélica é composta por cinco selos e um bloco representativos dos seis cafés. Cada selo custa 50 cêntimos e conta com uma tiragem de 125 mil exemplares. O bloco, por seu turno, custa 1,40 euros e tem uma tiragem de 45 mil exemplares.

Ao lançar uma segunda edição dos selos “Cafés Históricos”, os CTT consideram “mostrar que procuram através da filatelia, e de acordo com a sua tradição, divulgar motivos de elevado interesse nacional, enaltecendo neste caso a história e arquitectura portuguesas”. Em comunicado, os CTT acrescentam que “todos os cafés representados nesta emissão filatélica marcam de vários modos a identidade local e nacional associada à vivência urbana”.

Facebook Comments

Comentários no Facebook