Centro de Ciência Viva do Algarve regressa à época romana

Centro de Ciência Viva do Algarve regressa à época romana

1035
PARTILHE
Centro de Ciencia Viva do Algarve
Iniciativa começou em 2015

É já amanhã, dia 1 de Outubro, que o Centro de Ciência Viva do Algarve regressa à época romana com o projecto ‘Do Saber ao Fazer: bioexperiências romanas no ócio’. A iniciativa começou em 2015, nas Jornadas Europeias do Património nas ruínas romanas de Milreu e regressa agora com um programa dedicado ao público em geral, famílias e alunos universitários.

Entre as 15 e as 17.30 horas, os participantes podem assistir a: uma apresentação e enquadramento histórico na Época Romana, pela arqueóloga Cristina Garcia; demonstração e explicação dos processos de produção de pigmentos romanos, pelo coordenador Emanuel Reis; identificação de plantas utilizadas pelos romanos na gastronomia, saúde e cosmética, pelas professoras arquitectas paisagistas Sónia Azambuja e Ana Paula Silva; os processos de produção de produtos de cuidado pessoal pelos romanos, apresentado pelo professor químico Amadeu Brigas; e uma experiência de sabores (tisanas e infusões) no triclinium romano, com a especialista Maria Luísa Francisco.

Programa conta com espaço infanto-juvenil e mostra de produtos regionais

Campus Ludi é o espaço infanto-juvenil dinamizado pela coordenadora pedagógica Ana Colaço, onde as crianças vão ter a oportunidade de fazer actividades e jogos relacionados com o evento, com a ciência e com o estilo de vida romano.

A mercearia Canastra e a Associação Barroca também marcam presença através de uma mostra de produtos regionais típicos e/ou contemporâneos produzidos a partir de recursos naturais locais.

Comentários no Facebook