Coligação propõe projectos com amor para Lagoa

Coligação propõe projectos com amor para Lagoa

812
PARTILHE
Ondina quadrado
Amar Lagoa é a proposta de Ondina Santos nesta candidatura à presidência da Câmara

Vamos Amar Lagoa é a coligação que une CDS-PP, MPT e PPM em torno do rosto de Ondina Santos, a única mulher candidata à Câmara de Lagoa neste acto eleitoral.

A palavra de ordem do discurso da candidata é amar lagoa e promete projectos carregados desta ideia: “Vamos Amar a Escola”, “Vamos Amar o que fazemos”, “Vamos amar a natureza” e “Vamos Amar os Animais” são disso mesmo exemplos.

Conheça as propostas nas respostas da candidata ao POSTAL.

As respostas do candidato às perguntas do POSTAL

POSTAL (P): Quais as razões determinantes para que se candidate à Presidência da Câmara?
Ondina Santos (OS): Para fazer a diferença na vida de todos os Lagoenses, para os ajudar de uma forma muito concreta a tornarem a sua vida, na vida que cada um merece, pois o objectivo de vivermos é sermos realmente felizes sendo úteis a nós e à comunidade. Fazendo uma intervenção na escola, com o projecto “Vamos Amar a Escola” (trazer o conceito da Escola da Ponte), com a criação de um Gabinete de Aconselhamento Profissional (com coaching, consultoria de imagem, orientação vocacional, avaliação psicossocial, aconselhamento psicológico e intervenção familiar) para que cada Lagoense faça o que ama ou ame o que faz, e que consiga ser remunerado por isso, com: “Vamos Amar o que fazemos”. Com a criação de um sistema de formação, gestão e certificação de cuidados humanizados para os idosos, com o projecto “Envelhecer faz bem ao coração”. E a criação de Espaços verdes e hortas comunitárias “Vamos amar a natureza” e de um Centro de Acolhimento de Animais com “Vamos Amar os Animais”.

- Pub -

P: Na sua opinião quais são os problemas fundamentais do concelho?
OS: Um deles é os lagoenses não estarem a viver a sua vida de sonho. Terem um trabalho que não amam, ganharem salário baixos, a sua falta de motivação para serem cada vez mais felizes, para se valorizarem, para saberem quem realmente são e para criarem objectivos para viverem a vida que realmente merecem. Os Lagoenses não deveriam ser escravos da economia, mas sim seres úteis e felizes. Com valores bem definidos como a solidariedade, a auto-estima, a cooperação, a afectividade, a responsabilidade e a autonomia.

Outro é relacionado com os jovens, que deveriam ter uma voz muito mais activa no concelho mas a quem não é dada a expressão necessária. Por fim a forma como encaramos os idosos, os nossos idosos são seres muito especiais que devem ser tratados com respeito e amor, tendo em conta tudo aquilo que já nos deram durante toda a sua vida deveríamos proporcionar-lhes os momentos mais especiais das suas vidas para poderem “partir” felizes e seguros da sua missão cumprida.

Ondina Santos e a equipa candidata às autárquicas
Ondina Santos e a equipa candidata às autárquicas

P: A sua candidatura é a melhor opção para dirigir os destinos da Câmara porquê?
OS: Porque uma abordagem nova na mudança de consciências é essencial, como já disse, não devemos ter em vista uma “economia activa” mas sim pessoas úteis e felizes. Queremos todos ser felizes e é importante que saibamos que tudo é possível!

Liderar o concelho permite colaborar de uma forma activa e eficaz na realização dos sonhos das pessoas, tornando-os objectivos concretizáveis. Todos juntos podemos fazer a diferença, começando na nossa casa e abrindo as nossas portas e coração para os vizinhos. Nós somos seres sociais, não individualistas por isso vamos ouvir o nosso coração, pensar com a nossa cabeça e reflectir se o que temos da forma que temos realmente nos tem feito ser felizes, e, se não, de que forma, todos juntos, podemos fazer diferente. As coisas que realmente valorizamos na vida, se pensarmos bem, não estão à venda… a amizade, a alegria, um abraço, um carinho, companheirismo, sentirmo-nos úteis…

A candidata é a única mulher que concorre à presidência da Câmara nesta autarquia do barlavento
A candidata é a única mulher que concorre à presidência da Câmara nesta autarquia do barlavento

P: Quais as grandes propostas diferenciadoras da sua candidatura face às dos restantes candidatos?
OS: Dizer às pessoas que são as grandes responsáveis pelas suas vidas é essencial, ajuda-las a acreditarem em si próprias e ajudá-las a terem as ferramentas necessárias para poderem criar a sua vida de sonho é uma capacidade que o município tem. É isso que queremos proporcionar. Nada é impossível se alguém já o conquistou.

Tratar as crianças, os adultos activos e os idosos como pessoas válidas, únicas e especiais é essencial. Ninguém está cá por acaso! Mas sim para fazer cumprir a sua missão, de uma forma verdadeira, genuína e com amor. O município tem a obrigação de criar as condições para que isto seja possível. “Vamos amar a escola” Vamos amar o que fazemos”, Vamos amar envelhecer”, Vamos amar o nosso concelho”. Tudo isto porque amamos quem somos, amamos viver e Amamos Lagoa!

P: As duas primeiras medidas estruturantes a avançar caso vença as eleições, quais serão?
OS: Terão se ser três, pois a escola, a área profissional e o envelhecimento são áreas essenciais. Deste modo, avançaríamos com os projectos: “Vamos Amar a Escola” (trazer o conceito da Escola da Ponte) com o interesse real pelos alunos, percebendo o que eles querem aprender e ajudá-los a alcançá-lo, onde os professores estão lá para orientar e não para impor, é um sistema em que o aluno é o personagem principal, não há turmas nem anos, há uma divisão em três grupos: Iniciação, Consolidação e Aprofundamento, tudo com regras e com valores muito bem definidos, sentido de entreajuda, crescimento individual e do grupo;

“Vamos Amar o que Fazemos” com a criação do Gabinete de Aconselhamento Profissional;

e o projecto “Envelhecer faz bem ao coração” com enfâse nos pilares da relação humana: Olhar, palavra, toque e verticalidade. Obrigada por ter estado aí! Vamos Amar Lagoa! Vamos Amar Portugal!

Facebook Comments

Comentários no Facebook