Feira da Dieta Mediterrânica promove visita às coleções de fruteiras

Feira da Dieta Mediterrânica promove visita às coleções de fruteiras

1063
PARTILHE
colecao-fruteiras
Visita é feita sob a orientação dos técnicos da Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve

A V Feira da Dieta Mediterrânica, que decorre em Tavira de 7 a 10 de Setembro, está a promover uma visita às Colecções de Fruteiras no Centro de Experimentação Agrária de Tavira (CEAT), no dia 8 de Setembro, pelas 10 horas, sob a orientação dos técnicos da Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve (DRAP Algarve).

As colecções consideradas únicas no país são resultado do trabalho desenvolvido pela DRAP Algarve, entre 2011 e 2015, no âmbito de projectos apoiados pelo Programa de Desenvolvimento Rural (Proder): FRUTALG – ‘Prospeção, Recolha, Conservação e Caracterização de Variedades Tradicionais de Fruteiras Algarvias com Interesse para a Agricultura’ e SULCASTAS – ‘Prospecção e Caracterização da Variabilidade Genérica de Castas de Videiras Autóctones nas Regiões do Alentejo e Algarve’.

Projectos foram apoiados pelo Programa de Desenvolvimento Rural

Os projectos iniciaram com a prospecção e recolha de material vegetal de citrinos, alfarrobeiras, amendoeiras, figueiras, nespereiras, romãzeiras e macieiras (Pero de Monchique) e posterior instalação dessas variedades tradicionais nas colecções. O objectivo consiste em avaliar as suas potencialidades, seleccionar e proporcionar material vegetativo a viveiristas autorizados para futura multiplicação e utilização por parte do sector produtivo.

O SULCASTAS teve como finalidade, numa primeira fase, descobrir e preservar diversas castas de uvas em vias de extinção e plantá-las em colecções de âmbito regional e nacional. Num segundo momento prevê-se a caracterização do material plantado, a avaliação e a realização de estudos de microvinificação, que podem originar a sua produção.

- Pub -

Pode consultar o programa detalhado da Feira da Dieta Mediterrânica em www.cm-tavira.pt.

(Cátia Marcelino / Henrique Dias Freire)

Facebook Comments

Comentários no Facebook