Lagos tem primeiro cemitério para animais do Algarve

Lagos tem primeiro cemitério para animais do Algarve

705
PARTILHE
- Pub -
Inauguracao Cemitério de Animais (26)
Joaquina Matos, presidente da Câmara de Lagos, descerrou a placa de inauguração

A cerimónia de inauguração do Cemitério para Animais, em Lagos, decorreu na passada sexta-feira, 8 de Setembro.

A obra contemplou a construção, numa primeira fase, de um módulo de inumação aeróbia com 39 unidades, de dimensões diferenciadas para animais de grande, médio e pequeno porte, bem como o arranjo de espaços verdes exteriores, nomeadamente mobiliário urbano e a construção de uma arrecadação. Em fase posterior, e considerando a procura, o número de unidades poderá, eventualmente, duplicar, dentro da área disponível para o efeito.

De salientar que a construção de um cemitério para animais domésticos, apresentado pela proponente Cecília Paula do Carmo, foi um dos três projectos mais votados do primeiro Orçamento Participativo de Lagos, levado a cabo em 2015, e que integraram o orçamento municipal para o ano de 2016.

Inauguração Cemitério de Animais (5)
Obra contempla a construção, numa primeira fase, de um módulo de inumação aeróbia com 39 unidades

A empreitada foi adjudicada à firma OCM – Obras, Construção e Manutenção, Lda., e o projecto é da responsabilidade da empresa António Marques-Planeamento e Arquitectura, Lda., sendo o valor global desta obra de 49 mil e 848 euros.

Cecília do Carmo, proponente do projecto, presidente de uma das mais importantes associações para a Defesa dos Animais – Associação Cadela Carlota –, e que tem abraçado, desde há muitos anos, esta causa estava visivelmente satisfeita, aproveitando esta ocasião para agradecer o facto de que “daqui em diante todos os que amamos os nossos animais como sendo da nossa família, e que lhes tentamos proporcionar o melhor em vida, também teremos, agora, um local digno onde podem ser enterrados com todo o respeito que nos merecem”.

Regulamento do cemitério estará disponível em breve no Balcão Virtual

Para Maria Joaquina Matos, presidente da Câmara de Lagos, este “foi mais um dia muito especial na vida do nosso Município. Hoje, estamos todos de parabéns porque a obra está concluída, a primeira obra inaugurada no âmbito do Orçamento Participativo, iniciativa que o Município implementou em 2015 e a que pretende dar continuidade.

Reforçando que “para nós, autarcas, foi uma alegria podermos concretizar esta obra, e o sonho da D. Cecília, dando corpo ao princípio consagrado no artigo 13.º da Declaração Universal dos Direitos dos Animais segundo o qual ‘o animal morto deve de ser tratado com respeito’”, a presidente ainda assumiu este novo lugar como sendo “um sinal da evolução humana, uma homenagem e um sinal de respeito para com os nossos animais de companhia, proporcionando-lhes uma digna última morada”.

Maria Joaquina Matos terminou a sua intervenção com uma emocionada leitura do texto “Nero”, do livro “Os Bichos”, de Miguel Torga.

Inauguração Cemitério de Animais (62)
Cemitério foi a primeira obra inaugurada no âmbito do Orçamento Participativo

Este cemitério é um projecto pioneiro no Algarve, e o terceiro a nível nacional (apenas existem cemitérios para animais no Jardim Zoológico de Lisboa e no distrito de Aveiro – Santa Maria de Feira).

A cerimónia contou, para além da presença da presidente da autarquia e dos demais membros do executivo municipal, com autarcas das Juntas de Freguesia, a autora da proposta, Cecília Paula do Carmo, do arquitecto António José de Oliveira Marques, coordenador e representante da António Marques Arquitectura e Planeamento Lda., empresa autora do projecto; do Sócio-gerente da OCM – Obras, Construção e Manutenção, Lda. (empresa construtora), Luís Mateus Ventura Viegas, dos responsáveis e trabalhadores dos vários serviços municipais que fizeram com que a ideia lançada e seleccionada no âmbito do Orçamento Participativo 2016 fosse operacionalizada, assim como as demais entidades convidadas que não quiseram perder a oportunidade de testemunhar este momento, com destaque para os representantes das Associações de Defesa dos Animais.

O Regulamento Municipal respeitante a este cemitério, que define as regras e o funcionamento do mesmo, já foi aprovado em Reunião de Câmara e da Assembleia Municipal, pelo que estará brevemente disponível no Balcão Virtual da autarquia (aguardando-se apenas a sua publicação em Diário da República).