Mês de Setembro: oportunidade de mudança!

Mês de Setembro: oportunidade de mudança!

615
PARTILHE
Filipa Nobre Psicóloga natura mentepsi@gmail.com
Filipa Nobre
Psicóloga
naturamentepsi@gmail.com

Normalmente as pessoas associam o recomeço ao mês de Janeiro, mais propriamente ao dia 1, onde esboçam projetos para o novo ano, objetivos e desejos. Mas se pensarmos bem, no dia 1 de Janeiro, depois das festas, não muda grande coisa e se muda, não chega ao fim do mês!

Se refletirmos bem, o mês que faz sentido associar às mudanças é o mês de Setembro. É o mês que normalmente vem depois das férias onde tivemos tempo de fazer uma pausa nas rotinas diárias, de descansar corpo e mente. Neste mês recomeça o trabalho, a escola e instala-se uma nova rotina, muitas vezes associada aos horários dos filhos, para quem os tem.

Aqui vemos a oportunidade de recomeçar, depois de termos feito uma pausa e pensar nas mudanças que gostaríamos de ver instaladas na nossa vida. Em Janeiro, se pensarmos bem, não muda nada. Muitas vezes nem férias se tem para fazer uma pausa, ainda mais com a azáfama das festas!

Novas rotinas e hábitos

Então, podemos encarar o mês de Setembro para mudar.

- Pub -

Mudar o quê? Mudar de hábitos e rotinas de que estamos cansados e que vimos que nos levaram a não termos tempo para pensar em nós, no que é saudável, nos dá prazer e promove a nossa saúde. Muitos desses hábitos normalmente estão associados à (má) alimentação e falta de prática de atividade física.

Mas mudar estes hábitos não é fácil. Instalam-se e ficam enraizados. Tentamos mudá-los mas tal implica atenção e esforço da nossa parte e também alguma paciência para encontrarmos os resultados que procuramos. É por ser difícil que normalmente os novos objetivos não passam do mês de Janeiro e tal acontece porque as pessoas tendem a querer mudanças rápidas e quase instantâneas!

Se quer mudar os seus hábitos e comportamentos em relação à sua alimentação e instalação da prática de atividade física tenha em conta o seguinte:

Alimentação e prática de atividade física
mes de Setembro
A mudança de hábitos pode ser o segredo para melhores comportamentos alimentares

Colocar as mudanças em ação, ou seja, depois de pensar como pode mudar, ponha em ação essas mudanças. Faça-o de forma gradual. Não faça mudanças radicais pois tendem a cair no fracasso e desânimo. Vá mudando pequenas coisas, pequenos hábitos, como por exemplo, trocar o pão branco pelo escuro, os fritos pelos grelhados, introdução de maior quantidade de salada ou caminhar 30 minutos e aumentar gradualmente para corrida, etc. As pequenas mudanças que vai conseguindo encaixar e implementar na sua vida, vão modificando os seus velhos hábitos, e assim extingui-los, que conduzem a um sentimento de satisfação que perpetua essas novas mudanças, levando a encará-las como benéficas e assim à sua manutenção.

Manutenção da mudança, ou seja, o processo de conscientização deve sempre estar presente de modo a refletir e assim perceber os efeitos das novas mudanças. Estas, como foram adquiridas de forma natural, lenta, gradual e sem sacrifícios, levam à aquisição de novos comportamentos e hábitos que foram conquistados de forma a ir de encontro aos seus objetivos. Reflita nesta etapa, sobre a sua alimentação e pratica de atividade física e veja as diferenças no seu corpo e mente relativamente ao início.

Em todo este processo, como já referi, é importante que perceba que é um ser social e que é sempre desafiador quando se encontra numa situação que sai da sua rotina. Normalmente é o que acontece no verão ou nas festas de fim de ano em que entre as férias descontraídas e as celebrações à volta da mesa nos levam a “perdermo-nos” e as consequências depois são deveras frustrantes. Dê atenção a si mesmo, trabalhando a sua assertividade, ou seja, a firmeza nas suas atitudes, estabelecendo as suas prioridades.

Reveja as suas emoções e como estas afetam a sua relação com a comida e o seu corpo estando atento a qualquer mudança que leve aos velhos hábitos ou ao afastamento dos seus objetivos, metas e planeamento que estavam em acção. Se tal acontecer, não desista…comece de novo!

A Psicologia com enfoque no Comportamento Alimentar, mais propriamente o RAFCAL- Reabilitação Afeto Cognitiva do Comportamento Alimentar, irá ajudar em todos estes passos do seu plano de acção, com consultas disponíveis na Associação Semear Saúde. Para marcar basta ligar 281 320 902 ou através do email associacaosemearsaude@gmail.com.

O mês de Setembro está a chegar e com ele a oportunidade de começar a sua mudança!

(Artigo publicado na edição online do Caderno Semear Saúde)

Facebook Comments

Comentários no Facebook