Dia Mundial da Poupança: Novos (velhos) desafios

Dia Mundial da Poupança: Novos (velhos) desafios

709
PARTILHE
poupar
Natália Nunes, coordenadora do Gabinete de Apoio ao Sobreendividado da DECO, GAS diz que é possível e necessário poupar

No Dia Mundial da Poupança é importante saber se ainda é necessário poupar (?). “Sim, é possível e necessário” – afirma Natália Nunes, coordenadora do Gabinete de Apoio ao Sobreendividado da DECO, GAS.

A taxa de poupança, ou seja, a parte do rendimento disponível que as famílias não usam em consumo, ainda permanece em níveis historicamente baixos.

De uma forma geral, as famílias portuguesas já recuperaram rendimento disponível em 2017, quer tenha sido através da reversão do corte salarial da função pública, quer do aumento do salário mínimo e até mesmo pela redução da sobretaxa.

Os comportamentos de poupança visam não só a acumulação de dinheiro, mas definem-se como os alicerces para uma estabilidade financeira. Permitem, também, enfrentar imprevistos e assegurar a independência financeira e o bem-estar emocional familiar. Assim, definir metas para a poupança no orçamento mensal tem de ser uma prioridade de todas as famílias.

Comentários no Facebook