Alerta: fraude turística online vai ser debatida em conferência internacional em Faro

Alerta: fraude turística online vai ser debatida em conferência internacional em Faro

818
PARTILHE
- Pub -
Fraude é um crime em ascensão na indústria turística e tem vindo a afectar o aluguer de casas, compra de bilhetes e falsas denúncias

“Um alerta para a fraude online na indústria do turismo” é como se intitula a conferência internacional que se vai realizar no próximo dia 9 de Novembro, entre as 9.30 e as 17.30 horas, na Escola do Turismo de Portugal, em Faro, que contará com a presença da secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho.

A conferência, em inglês e português, é promovida pela Associação Safe Communities Portugal (SCP), Associação Sindical dos Funcionários de Investigação Criminal da Polícia Judiciária e pela Região de Turismo do Algarve (RTA).

“A fraude é um crime em ascensão na indústria turística e tem vindo a afectar o aluguer de casas, a compra de bilhetes aéreos e a gerar falsas denúncias de intoxicações alimentares, entre outros tipos de fraude. O impacto para os hoteleiros, operadores e agentes de viagens é elevado”, explica o presidente da SCP, David Thomas.

Esta iniciativa pretende assim debater os riscos e apresentar medidas preventivas para diminuir o número de fraudes e o seu impacto na actividade turística. A conferência apresentará ainda sugestões para melhorar a construção de sites e a gestão de redes sociais na área do alojamento turístico, de modo a torná-los mais seguros.

O evento apoiado pela TUI e pela Escola do Turismo de Portugal em Faro reúne especialistas das diversas forças de segurança do país (PSP, GNR, ASAE, SEF, CNCS), representantes de associações de consumidores, da EUROPOL, da Prevention of Fraud in Travel e de outras entidades do setor turístico.

Para Desidério Silva, presidente da RTA, “o sector do turismo está em franco crescimento no país e atrai, por isso, as atenções de todos à medida que os números das dormidas e dos proveitos aumentam. A tendência de cometer fraude turística poderá assim ser maior, sobretudo na área do cibercrime, pela característica veloz da Internet e pelo anonimato que esta confere aos utilizadores. Esta conferência vem em boa hora, pois permitirá debater a fraude e encontrar mecanismos de defesa para evitá-la”.

De entrada livre, a participação na conferência carece de inscrição obrigatória através do e-mail planeamento@turismodoalgarve.pt, até dia 6 de Novembro.