‘Lendas Algarvias’ contam-se em São Brás de Alportel

‘Lendas Algarvias’ contam-se em São Brás de Alportel

433
PARTILHE
- Pub -
lendas algarvias
Obra aborda um vasto conjunto de lendas algarvias e dá a conhecer uma parte interessante da cultura da região

Fernando Graça e Ricardo Inácio são os autores do livro ‘Lendas Algarvias’ que será apresentado no Centro Explicativo e de Acolhimento da Calçadinha de São Brás de Alportel no próximo dia 3 de Novembro, a partir das 17 horas.

A obra aborda um vasto conjunto de lendas algarvias e dá a conhecer uma parte interessante da cultura da região através dos textos de Fernando Graça e das ilustrações de Ricardo Inácio. ‘O almocreve de Estoi’, a ‘Lenda dos corvos de S. Vicente’, a ‘Tomada de Faro aos mouros’, a ‘Horta da Fonte dos Mouros’ e a ‘Lenda do Rio Gilão’ são algumas das lendas dadas a conhecer no livro, sempre acompanhadas por uma ilustração e apresentadas de forma acessível e apelativa, de fácil leitura para todas as faixas etárias.

A obra publicada pela editora Aranda chega a São Brás de Alportel numa iniciativa conjunta da Biblioteca Municipal Dr. Estanco Louro e do Centro Explicativo e de Acolhimento da Calçadinha.

Fernando Graça é apaixonado pela escrita, história e cultural local e regional

Fernando José dos Santos Graça nasceu em Loulé, em 1959, onde continua a residir. É jornalista autodidata e colaborou durante vários anos como correspondente no Algarve para os jornais desportivos nacionais Record e Gazeta dos Desportos e da revista Foot.

A nível regional passou pelos jornais regionais A Voz de Loulé, Carteia, Terra de Loulé e Distrito de Faro, onde assumiu, nestes últimos dois anos, as funções de director. Entre 1 de Outubro de 2002 e 31 de Julho de 2012, dirigiu o semanário O Louletano e as revistas Louletano e Loulé Magazine, de essência regional, e Construímos&Inovamos, de carácter nacional.

Foi homenageado em diversas ocasiões pelo Governo Civil de Faro (2002), pela Associação de Futebol do Algarve (2007), pelo município de Albufeira (2010), pelo Centro de Ciclismo de Loulé e pela Nova Terra – Cooperativa de Habitação Económica de Loulé, CRL.

Trabalhos de Ricardo Inácio integram colecções privadas em Portugal e no estrangeiro

Ricardo António do Carmo Inácio é natural de Almancil, onde nasceu em 1968. É artista plástico, ilustrador e mestre em azulejaria e, ao longo da sua carreira, participou em diversas exposições colectivas e individuais em Portugal, Espanha, Gibraltar e Alemanha. Os seus trabalhos integram colecções privadas em Portugal e no estrangeiro.

Em 2008 foi distinguido com o segundo prémio no concurso de pintura Martins Leal, sobre a temática dos 200 anos da Restauração de Olhão (1898 – 2008), com a obra ‘Mar meu’. Nos últimos anos, tem vindo a desenvolver diversos trabalhos de arte urbana e criou o primeiro mural de arte urbana de Almancil, onde também criou a marca comunitária ‘Poço D’Almancil’, em 2015, e a peça escultórica baseada no referido logo.

Em 2016 realizou o trabalho de memorial em azulejos de homenagem aos Combatentes, em Loulé, e recebeu o diploma de mérito institucional arte e cultura da Junta de Freguesia.