Rosa Palma toma posse para segundo mandato

Rosa Palma toma posse para segundo mandato

654
PARTILHE
Tomada de posse
Foto da tomada de posse que se realizou na sexta-feira em Silves

Até 2021 Rosa Palma vai “prosseguir com a mesma linha de actuação, visando uma gestão autárquica mais eficaz, positiva e transparente, feita com o contributo fundamental dos cidadãos e a colaboração das restantes forças políticas representadas na Câmara e na Assembleia Municipal”, afirmou na passada sexta-feira a presidente da Câmara de Silves, Rosa Palma, nas declarações realizadas durante a tomada de posse.

Recorde-se que a autarca renovou o mandato à frente do município com 52,65% e 8.177 votos, que garantiram a manutenção da coligação CDU no panorama autárquico regional no que toca a presidências de Câmara.

A autarca quer “um concelho solidário, um lugar de oportunidades” assente numa base de “dinâmica, onde todos sejam capazes de trabalhar em conjunto para nos realizarmos enquanto território e enquanto pessoas”.

As prioridades
Silves: Rosa Palma - CDU
Autarca da CDU definiu prioridades para o novo mandato

“Descentralizar, reforçar o apoio ao movimento associativo e instituições do concelho e investir em novas obras serão algumas das prioridades do executivo, em que a CDU tem a maioria dos vereadores (quatro, sendo os restantes distribuídos da seguinte forma: dois do PSD e um do PS)”, refere a nota de imprensa dirigida às redacções.

- Pub -

“Concluir e iniciar obras importantes nas freguesias, aproveitando ao máximo as oportunidades dos fundos comunitários”, são alguns dos eixos de actuação referidos por Rosa Palma, sque saliente que “o Município tem 30 candidaturas aprovadas, num total de 6,5 milhões de euros”, sendo esta verba decisiva para a concretização de “obras estruturantes que, com certeza, irão contribuir decisivamente para a qualidade de vida das populações”.

Na calha, diz a edil, a estão “a Reabilitação do Centro Histórico de Silves (3.ª fase), a construção da sede da Junta de Freguesia de Armação de Pêra, a conclusão do Parque de Feiras de S. Bartolomeu de Messines, do arruamento entre o Jardim de Infância e o Centro de Saúde do Algoz, do Espaço Multiusos em São Marcos da Serra, do Parque de Feiras de Alcantarilha, do Polidesportivo de Tunes, a pavimentação e requalificação de ruas de Pêra e Alcantarilha, a Reabilitação do Jardim do Largo da República, a Requalificação da Rua Atrás dos Muros, a execução do ambicioso plano geral de drenagem de águas pluviais em Armação de Pêra, a pavimentação de caminhos e estradas, a requalificação de outros espaços urbanos, a extensão das redes de abastecimento de água ao Benaciate e a vários outros locais, a requalificação gradual das redes de abastecimento de água e saneamento, a melhoria permanente do sistema de limpeza e higiene pública”.

Outras áreas de actuação em foco
Vista geral do edifício da Câmara liderada por Rosa Palma
Vista geral do edifício da Câmara liderada por Rosa Palma

Com a Assembleia Municipal a ser também ganha, no passado 1 de Outubro, pela CDU, com 46,07% e 7.150 votos, a autarca pretende que a cultura e a saúde sejam também “apostas para este novo mandato, com a recuperação do património, em que destaca a ponte velha de Silves e as muralhas do castelo” e a “a aquisição de uma unidade móvel de saúde”, através de uma candidatura já aprovada e da manutenção da pressão sobre “o Governo no sentido de dotar os Centros de Saúde do pessoal médico necessário e de horários de funcionamento decentes com vista a assegurar o direito à saúde de todos os cidadãos”.

“A reabilitação e reabertura da Fábrica do Inglês e o desassoreamento do Rio Arade” serão outros dos temas do qual o novo executivo não desistirá, bem como a implementação do Plano Director Municipal, refere a autarquia.

Comentários no Facebook