Semana Europeia da Programação celebra 5º aniversário

Semana Europeia da Programação celebra 5º aniversário

1055
PARTILHE
bruno ferreira
Bruno Ferreira é o embaixador português da Semana Europeia da Programação

De 7 a 22 de Outubro, crianças, jovens, adultos, pais, professores, empresários e responsáveis políticos reúnem uma vez mais em eventos, salas de aula e bibliotecas, por toda a Europa e no resto do mundo, para aprender a servir-se da programação informática enquanto instrumento de criação.

A Semana Europeia da Programação é uma iniciativa levada a cabo por voluntários que promovem a programação informática e o pensamento computacional nos seus países, na qualidade de ‘embaixadores’ do evento.

Esta iniciativa procura demonstrar como é possível dar vida a ideias e encontrar soluções através da programação informática, ao mesmo tempo que pretende dar visibilidade à programação e motivar as pessoas à sua aprendizagem.

Todos podem participar e organizar eventos no âmbito da Semana Europeia da Programação

Todos podem organizar eventos no âmbito da Semana Europeia da Programação e todos os organizadores – escolas, organizações sem fins lucrativos, empresas, bibliotecas, grupos de programadores, etc. – podem adicionar esses eventos ao mapa, no website codeweek.eu, que funciona como um catálogo de iniciativas.

- Pub -

Bruno Ferreira, embaixador português da Semana Europeia da Programação, explica que “o pensamento computacional é uma competência crucial para os desafios actuais da sociedade e do mercado de trabalho. Se pensarmos que, segundo um estudo do Fórum Económico Mundial, 65% das crianças que hoje entram na escola terão profissões que ainda não existem, é fácil de antever preponderância destas competências no futuro”.

No âmbito desta iniciativa foi lançada uma petição para o reconhecimento dos algoritmos como Património Cultural Imaterial da UNESCO, que pode ser visualizada ‘AQUI’.

Iniciativa teve início em 2013

A Semana Europeia da Programação foi lançada em 2013 pelos jovens consultores da Agenda Digital da Comissão Europeia e esta iniciativa continua a crescer. A comissão apoia a Semana Europeia da Programação, como parte da sua estratégia para um mercado único digital.

Desde 2013, foram organizados mais de 33 mil eventos, que tiveram lugar em mais de 50 países, dentro e fora da Europa. Na edição de 2016, participou quase um milhão de pessoas, das quais 46% foram raparigas ou mulheres.

A organização refere que “as escolas, crianças, jovens, pais, professores, empresas e programadores podem consultar os nossos recursos e começar a organizar o seu próprio evento” que pode ser registado no mapa da Semana Europeia da Programação em http://codeweek.eu.

  • Crianças, jovens e adultos: podem participar nas várias actividades propostas ou organizar eventos destinados a mostrar de que forma a programação pode ser um instrumento de criação.
  • Programadores: podem organizar workshops em escolas, laboratórios tecnológicos (hacklabs) ou centros comunitários.
  • Professores: podem dar aulas de programação, partilhar os seus planos de aulas, organizar seminários para os colegas e convidar os pais e encarregados de educação, que saibam programar, a partilhar as suas experiências e a participar no desafio CodeWeek4All.
  • Pais: podem incentivar os filhos a participar em workshops de programação.
  • Empresas e organizações sem fins lucrativos: podem acolher workshops de programação, deixar que membros do seu pessoal dêem formação, organizar passatempos lúdicos de programação para jovens ou patrocinar actividades relacionadas com a programação.

(Cátia Marcelino / Henrique Dias Freire)

Facebook Comments

Comentários no Facebook