Verão Azul regressa a Lagos e Faro com manifestações culturais imperdíveis

Verão Azul regressa a Lagos e Faro com manifestações culturais imperdíveis

417
PARTILHE
- Pub -
227 Vera Mantero
Vera Mantero é destaque na dança com ‘uma misteriosa Coisa, disse o e. e. cummings’

O Festival Verão Azul chega Lagos e Faro pela oitava vez, com um conjunto de manifestações culturais imperdíveis, do qual fazem parte espectáculos de artes performativas, concertos, cinema, vídeo e um espaço dedicado ao público infanto-juvenil.

Nascido em 2011 pelas mãos da casaBranca, uma estrutura de criação e difusão artística sedeada em Lagos, o Verão Azul traz a Lagos e Faro propostas culturais arrojadas, sob a direcção artística de Ana Borralho e João Galante, que prometem encantar todos os tipos de públicos. A arte contemporânea nacional e internacional propaga-se pela região algarvia durante as duas semanas em que o Verão se torna azul neste festival de cariz transdisciplinar onde a arte é rainha nas suas mais diversas formas.

Uma conferência em forma teatral, um workshop de improvisação musical conduzida, uma viagem sonora e visual, histórias magnéticas, um dueto multi-instrumentista e uma masterclass são apenas algumas das sugestões que marcam a agenda cultural de Lagos e de Faro, entre os dias 17 e 28 de Outubro.

Na sétima arte, as propostas vão desde o cinema à vídeo-novela
227 Markus Toth
‘Espanha Contracorrente’, de Marcus Toth, abre a programação cultural do Verão Azul em Faro

O cinema chega a 18 de Outubro com ‘O Ornitólogo’, de João Pedro Rodrigues e a vídeo-novela ‘Sadness is an Evil Gas Inside of Me’ é apresentada por Stine Omar & Max Boss / Easterjesus Productions.

O documentário ‘Espanha Contracorrente’, de Marcus Toth, abre a programação cultural do Verão Azul na capital algarvia, a 24 de Outubro, numa altura em que o país vizinho se encontra em tempos de mudança. Na Galeria LAR, em Lagos, ‘Amanhã’ é o documentário que Cyrill Dion e Mélanie Laurent apresentam.

Sofia Dias e Vítor Roriz dão em Faro um workshop de Palavra e Movimento, na Companhia de Dança do Algarve, a 28 de Outubro, e no mesma dia, a Masterclass de Tiago Rodrigues aborda o tema da morte no Teatro das Figuras.

A arte teatral leva os lacobrigenses numa viagem sonora e visual pelo universo dos irmãos Grimm em ‘Pangeia’ , por Tiago Cadete e Eira, e em Faro, Tiago Rodrigues dirige Sofia Dias e Vítor Roriz em‘António e Cleópatra’, uma peça que convida a “olhar o mundo através da sensibilidade das almas alheias de António e Cleópatra”, refere o autor.

Espectáculos de música e dança percorrem Lagos e Faro                                   
227 Murcof x Vanessa Wagner
Statea é o álbum apresentado por Murcof e Vanessa Wagner

A colaboração entre o mexicano Fernando Corona e a pianista francesa Vanessa Wagner resultou na obra Statea que os artistas apresentam no Teatro das Figuras, a 28 de Outubro, numa alusão ao equilíbrio perfeito entre duas unidades de medida.

O Clube Artístico Lacobrigense acolhe um dueto multi-instrumentista de rock experimental, pelos ZA!, e um trio composto por Alex Zhang Hungtai, David Maranha e Gabriel Ferrandini, que alia a voz ao saxofone, percussão, órgão e bateria. Em Faro, a música passa pelo Club Farense, com ‘My Paradise is Better than Yours’, por Vasco Célio, Carlos Barretto e Mário Delgado e pelo Mercado Municipal com ‘Plethora’, por Jonathan Uliel Saldanha.

Na dança, Vera Mantero é destaque com ‘uma misteriosa Coisa, disse o e. e. cummings’, um solo que estreou em 1996 para homenagear Josephine Baker, bailarina e cantora do século XX. Numa visão mais pessoal da vida e obra de Josephine, Vera Mantero apresenta o solo no Centro Cultural de Lagos, a 21 de Outubro. Aí dançam também Francisco Camacho / Eira, com ‘O Rei no Exílio’, e João Fiadeiro em ‘I Am Here – Restos e Rastos’.

O verão Azul traz ainda a história-concerto de Sérgio Pelágio, projecto dedicado à composição de bandas-sonoras para histórias infantis, apresentado no Centro de Ciência Viva de Lagos, e a exposição ‘de uma natureza Híbrida’, de Sara Feio, na Galeria LAR.

Dj Lynce e Easter animam Festa de Encerramento
227 Dj Lynce
Dj Lynce é actua na Festa de Encerramento

A música de Easter chega a Portugal pela primeira vez para a Festa de Encerramento do Verão Azul, a 28 de Outubro, na Associação Recreativa & Cultural de Músicos. A música electrónica não falta e o dj Lynce é chamado a palco para animar os algarvios.

Participe nesta viagem pela contemporaneidade em modo festival, com propostas a não perder pelas terras algarvias. Toda a informação e programação do festival pode ser consultada ‘AQUI’.

(Cátia Marcelino / Henrique Dias Freire)