Museu de Portimão inaugura exposição ‘Günter Grass: Encontros’

Museu de Portimão inaugura exposição ‘Günter Grass: Encontros’

1012
PARTILHE
gg-trabalhar
Exposição apresenta um vasto conjunto de desenhos, aguarelas, gravuras e esculturas de Günter Grass

O Museu de Portimão vai inaugurar, no dia 8 de Dezembro, pelas 16 horas, a exposição “Günter Grass: Encontros”, com obras do escritor, poeta, dramaturgo e artista plástico, que em 1999 ganhou o Prémio Nobel da Literatura.

A exposição que traz a público um vasto conjunto de desenhos, aguarelas, gravuras e esculturas do artista plástico é um projecto do Goethe-Institut Portugal e da Fundação Günter e Ute Grass, em colaboração com o Günter Grass Haus, o Museu e o Município de Portimão e conta com o apoio da Embaixada da República Federal da Alemanha, da Associação São Bartolomeu dos Alemães em Lisboa e da Niepoort.

Nascido a 18 de Outubro de 1927, na actual Polónia, desenvolveu com Portugal nos anos 80 e em concreto com a freguesia da Mexilhoeira Grande, lugar que escolheu para lhe servir de retiro e inspiração, uma relação muito rica e diversificada. Foi no isolamento do país à beira-mar plantado que encontrou no seu domicílio a paz muitas vezes perdida na Alemanha. Aqui, conseguiu trabalhar intensamente em novos textos, imagens ou esculturas ou simplesmente “não fazer nada” e desfrutar do sol, do campo e das especialidades culinárias de Portugal. Achados, como conchas, molas, pedras das praias do Algarve foram incluídos no trabalho, como mostra esta exposição de forma impressionante.

Günter Grass enriqueceu a vida cultural portuguesa

Comentários no Facebook