Projecto ‘Os Sons Daqui II’ encerra DiVaM 2017 (com vídeo)

Projecto ‘Os Sons Daqui II’ encerra DiVaM 2017 (com vídeo)

218
PARTILHE
Os Sons Daqui (2)
Projecto é apresentado e produzido pela Rizoma Lab – Associação Cultural

O projecto ‘Os Sons Daqui’, por SONDA, apresenta-se pela segunda vez ao público na Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe, na Raposeira (concelho de Vila do Bispo), no próximo sábado, 2 de Dezembro, pelas 16 horas. Apresentado e produzido pela Rizoma Lab – Associação Cultural, o projecto constitui o evento de encerramento da quarta edição do programa DiVaM – Dinamização e Valorização de Monumentos, uma iniciativa anual da Direcção Regional de Cultura do Algarve.

‘Os Sons Daqui’ centra-se numa intervenção multimédia e site specific, organizada especificamente para cada monumento, com base numa recolha prévia de elementos locais que são integrados na performance visual e sonora a acontecer em cada um dos espaços históricos.

Experiência inicia-se com um percurso à volta da Ermida
Os Sons Daqui (1)
Experiência dura cerca de duas horas

A experiência dura cerca de duas horas, entre as 16 e as 18 horas, e inicia-se com um percurso à volta da Ermida, onde estão instaladas algumas surpresas visuais e sonoras, continuando depois a performance audiovisual no interior, com a manipulação-vídeo por 79 ers – metadisciplinary design, acção que será finalizada com o degustar de dois elementos da essência milenar do simbolismo deste local e do quotidiano das pessoas.

“São memórias, são os sons e imagens, são ligações entre o céu e a terra e as vidas das pessoas que habitavam nesta região, numa relação de respeito e religião com este local” refere a organização. O público é convidado a partilhar um outro estar neste local, através da SONDA, que desvendou o possível no que toca aos segredos e relações espácio-temporais e compilou a informação que, transformada em performance audiovisual, cria um momento singular de percepção e estimulação sensorial na nossa memória colectiva.

Foram recolhidas imagens de detalhes do monumento para o projecto

Os elementos recolhidos partem de uma abordagem directa à comunidade que habita em torno do monumento, explorando os conceitos da população acerca deste, através de entrevistas e depoimentos, que permitem colectar material de forma a construir depois uma malha sonora com essas gravações. Foram também recolhidas imagens de detalhes do próprio monumento e da sua envolvência que servirão depois para a projecção da textura cromática.

Cria-se assim o som do espaço, uma experiência sensorial auditiva e visual a partir da fisicalidade do monumento e da envolvente social, com uma abordagem contemporânea e multidisciplinar: som, vozes, frequências e imagens da envolvente projectadas de forma a criar uma ambiência única e estimulante, trazendo as novas tecnologias para dentro de um espaço medieval.

Os Sons Daqui (3)
CLIQUE NA IMAGEM PARA VER O VÍDEO
Pedro Glória explora principalmente sonoridades electro-acústicas

No projecto SONDA, Pedro Glória, responsável pela direcção artística, explora principalmente sonoridades electro-acústicas. Boa parte do seu trabalho experimental baseia-se na pesquisa quase laboratorial do som enquanto elemento físico, buscando os efeitos acústicos nos espaços, nos objectos, nas pessoas e no meio. Sons que originalmente não são exactamente música mas que se transformam e se tornam algo organizado e orgânico, alcançando eventualmente o estatuto de peça musical contemporânea. Os equipamentos utilizados são: geradores de frequências, loop station, sintetizador-teclado vintage, computador, gravador digital, telemóvel e tablet – novas tecnologias ao serviço da criação artística e num diálogo inovador com o património histórico.

Mais informações em https://goo.gl/JKQc69 e http://rizomalab.pt/2017/11/26/sonda-apresenta-os-sons-daqui-na-ermida-n-a-sr-a-de-guadalupe/.