Cozinhar cataplana dá mote para espetáculo que começa digressão pelo Algarve

Cozinhar cataplana dá mote para espetáculo que começa digressão pelo Algarve

640
PARTILHE
cataplana
Espectáculo junta teatro, música, dança e gastronomia

A cozinha com cataplana é o ponto de partida para um espectáculo, apoiado pelo programa cultural 365 Algarve, que junta teatro, música, dança e gastronomia, começando na sexta-feira uma digressão por cinco cidades algarvias, anunciou a organização.

Promovido pelo restaurante Tertúlia Algarvia e intitulado “CataPlay”, o espectáculo estreou-se em Dezembro, em Faro, e começa na sexta-feira, em Vila Real de Santo António, um conjunto de dez novas datas, que se prolongam até Maio, passará por mais três cidades – Vila do Bispo, Quarteira e Tavira – e regressará à capital algarvia.

“Em palco, estão os actores Tânia Silva e Mário Spencer; e o mais emblemático utensílio da gastronomia regional: a cataplana. A ideia original é de Tânia Silva, a qual explica que ‘os dois personagens em conflito – a Cozinheira Marafada e o Afamado Al-Chef – discutem entre si receitas da vida, ao mesmo tempo que revelam os segredos da cataplana’”, sintetizou a organização na sinopse da obra.

Cataplay terá sessões faladas em português e legendadas em inglês e vice-versa

Apesar do enredo, os autores esclareceram que o “Cataplay” “não é apenas uma peça de teatro, mas um espectáculo que conjuga diferentes artes, como a música, a dança ou o movimento”, e precisaram que a gastronomia fica para “o final de cada apresentação, com a degustação de uma receita de cataplana, confeccionada pela equipa da Tertúlia Algarvia”, e a prova de vinhos produzidos no Algarve.

“A vida também é cozinhada e a cataplana surge, nesta peça, como um objecto mágico ou um caldeirão de feitiços onde se cozinha a vida e o futuro porque, tal como cozinhar, ‘cataplanar’ é um ato de amor”, considerou à Agência Lusa Joana Guita, autora do texto, citada no comunicado da promotora do espectáculo.

O “CataPlay” distingue-se também por ter sessões faladas em português e legendadas em inglês e vice-versa, sendo um dos 525 projectos apoiados pelo 365 Algarve, programa cultural apresentado pelo Governo para estimular a oferta cultural na época baixa e enriquecer a experiência turística de quem visita a região e conta com um orçamento total de 1,5 milhões de euros.

A digressão começa na sexta-feira, às 19 horas, no Centro Cultural António Aleixo, em Vila Real de Santo António, e depois volta ao local da estreia, com duas novas apresentações na farense Tertúlia Algarvia, às 18 horas, a primeira no domingo, 04 de Fevereiro, e a outra no dia 11.

A 3 de Março, o espectáculo ruma a Vila do Bispo, para uma apresentação no centro cultural local, às 18 horas, a hora escolhida para o regresso à Tertúlia Algarvia, em Faro, no dia 25.

Quarteira, no concelho de Loulé, é a cidade seguinte da digressão do “CataPlay”, com dois espectáculos na galeria de arte Praça do Mar, um no dia 28 e outro no dia 29, ambos às 19 horas.

A 8 de Abril, será a vez do Museu Municipal de Faro, às 18 horas, o mesmo horário marcado para a apresentação no Mercado da Ribeira, em Tavira, no dia 22, e para o último espectáculo da digressão, a 13 de Maio, na Tertúlia Algarvia.

Facebook Comments

Comentários no Facebook