Draga que se virou em Olhão tem pequenas fugas de combustível

Draga que se virou em Olhão tem pequenas fugas de combustível

683
PARTILHE
fuga combustivel
A draga tem a bordo cerca de 12 mil litros de gasóleo e realizava trabalhos de reposição de areias (Foto: Lusa)

A draga que se virou esta terça-feira, 16 de Janeiro, na barra do Lavajo, na ilha da Armona, em Olhão, tem pequenas fugas de combustível, embora a Autoridade Marítima considere que não existe risco ambiental, disse à Lusa fonte da Marinha.

De acordo com o Capitão do Porto de Olhão, Nunes Ferreira, “existem pequenas fugas de combustível, embora as condições do tempo minimizem o risco, provocando a sua evaporação”.

“A intensão é retirar ainda hoje o combustível da embarcação, estando o caso a ser avaliado pelas autoridades marítimas e pela empresa proprietária da draga, empresa que tem 48 horas para resolver a situação”, sublinhou Nunes Ferreira.

A draga, que tem a bordo cerca de 12 mil litros de gasóleo e que realizava trabalhos de reposição de areias, virou-se hoje de manhã, pelas 8.10 horas, a cerca de uma milha a Sudoeste da saída da barra do Lavajo, na ilha da Armona, provocando a queda ao mar de quatro trabalhadores que foram resgatados com sintomas de hipotermia.

Segundo o Capitão do Porto de Olhão, os quatro tripulantes foram transportados para o hospital de Faro, “um dos quais, também, com uma possível lesão da coluna cervical”.

Segundo a Autoridade Marítima Nacional, os tripulantes da draga, com cerca de 80 metros de comprimento, foram recolhidos poucos minutos após a queda pelo táxi marítimo que os transportou à embarcação para a mudança de turno e os encaminhou para a Estação Salva-vidas de Olhão.

Facebook Comments

Comentários no Facebook