Agostinho da Silva no POSTAL

Agostinho da Silva no POSTAL

1235
PARTILHE

 

A OPINIÃO de HENRIQUE DIAS FREIRE; Editor do Cultura.Sul geralcultura@gmail.com
A OPINIÃO de HENRIQUE DIAS FREIRE;
Editor do Cultura.Sul
geralcultura@gmail.com

Trinta anos após ter sido primeira página no jornal POSTAL, com o título “Mais e mais heterónimos…”, o Professor Agostinho da Silva volta a ter honras de primeira página. Desta vez, é capa no nosso Caderno de Artes & Letras CULTURA.SUL e é a personalidade focada na rubrica “Marca d’água”, da colaboradora e investigadora Maria Luísa Francisco.

Na edição de Abril de 1988 fiz referência no meu editorial que o POSTAL transcrevia parte da sua dissertação dada em Tavira, a que veio propositadamente apenas por algumas horas. Pessoa de poucas saídas e então já com 82 anos, o Professor Agostinho da Silva confessou-nos a sua particular atracção por Tavira.

A sua intervenção na abertura do Encontro de Centros de Cultura da Província foi uma lição que soube tocar irreversivelmente quantos estiveram presentes. E, em boa hora, o nosso colaborador Jorge de Sousa (ex-director da Escola Secundária de Tavira) fez a transcrição da gravação feita num texto com muita mestria e que ocupou as páginas de três edições do POSTAL.

Comentários no Facebook