Albufeira inaugura zona de recreio da Escola da Avenida do Ténis

Albufeira inaugura zona de recreio da Escola da Avenida do Ténis

746
PARTILHE

O município de Albufeira inaugurou um dos dois projectos mais votados na edição de 2016 do Orçamento Participativo de Albufeira. A obra de valorização da zona de recreio da Escola Básica nº1 de Albufeira, mais conhecida por Escola da Avenida do Ténis, ficou concluída em Setembro de 2017 e consistiu na construção de um parque infantil, colocação de uma rede de protecção sobre o campo de jogos, duas estruturas de sombreamento com cerca de 140 metros quadrados, e o prolongamento do telheiro existente na entrada da escola. Intervenções que, segundo a autarquia, “permitem proporcionar melhores condições de conforto e segurança a todas as crianças que frequentam aquele estabelecimento de ensino”.

A cerimónia de inauguração contou com as presenças do presidente da Câmara, do director do Agrupamento de Escolas Albufeira Poente, onde a escola se integra, de vários elementos do executivo, da coordenadora do grupo de trabalho do OP, proponente do projecto, do técnico municipal responsável pelo acompanhamento da obra, de presidentes das Juntas de Freguesia e de várias entidades locais.

Intervenção teve um investimento de 40 mil euros
CMA_2379
Orçamento Participativo de Albufeira pretende aproximar os cidadãos do poder

A vereadora responsável pelo Orçamento Participativo e Cidadania relembrou que ele foi criado no mandato anterior, por iniciativa do presidente Carlos Silva e Sousa, “com o objectivo de levar os munícipes a participar naquilo que é a política diária do concelho”. Ana Pífaro sublinhou que o OP não tem que ser feito apenas de grandes projectos, mas também de pequenas iniciativas como esta – uma intervenção no valor total de 40 mil euros – mas que é muito importante para as crianças, pais, professores, funcionários e encarregados de educação que ficam com um espaço mais aprazível e com maior segurança”.

Carlos Silva e Sousa sublinhou que “o poder é de todose o OP tem esta grande motivação, que passa por aproximar os cidadãos do poder, de lhes permitir participar na decisão e de ajudar na construção dessa decisão. Isto faz-se para o serviço do público. Somos um concelho jovem e por isso temos que continuar a apostar na juventude que é o futuro do nosso país”.

Comentários no Facebook