Autarca de Albufeira ‘ainda tinha tanto para dar à causa pública’

Autarca de Albufeira ‘ainda tinha tanto para dar à causa pública’

631
PARTILHE

 

Albufeira: Carlos Silva e Sousa - PSD
Carlos Silva e Sousa morreu esta quinta-feira à noite vítima de um ataque fulminante

O PSD/Algarve lamentou a morte do presidente da Câmara de Albufeira, Carlos Silva e Sousa, que “partiu muito novo”, quando “ainda tinha tanto para dar à causa pública”.

Em comunicado, o PSD/Algarve esclareceu que o autarca morreu na quinta-feira à noite, aos 60 anos, “vitimado por um ataque fulminante”, por volta das 22 horas, na sua residência.

Militante do PSD há mais de três décadas, a sua acção política foi sobretudo visível no concelho de Albufeira, onde ao nível autárquico ocupou os “mais relevantes lugares”, refere a estrutura regional do partido.

No plano autárquico, Carlos Silva e Sousa começou como vereador, na década de 1990, tendo depois sido presidente da Assembleia Municipal, por três mandatos consecutivos, entre 2001 a 2013, a que se seguiu a presidência da Câmara, cargo que ocupava desde 2013, refere a Agência Lusa.

“Mas a sua actividade político-partidária também se fez sentir no Algarve e no país, porquanto foi um regionalista convicto e um dirigente político regional activo”, referem os social-democratas, lembrando a altura em que Carlos Silva e Sousa foi deputado à Assembleia da República, entre 2011 e 2013, e membro do Conselho Nacional do PSD.

No plano pessoal, o PSD/Algarve recorda ainda “a sua importância enquanto produtor vitivinícola regional, a sua longa carreira como advogado e ainda de ter sido Vice-Cônsul de S. Tomé e Príncipe e Cônsul da Lituânia”.

Nascido a 13 de Abril de 1957, Carlos Silva e Sousa era licenciado em Direito.

A Câmara de Albufeira decretou três dias de luto municipal, a cumprir a partir de hoje, e colocou a bandeira do município a meia haste nos edifícios autárquicos.

Facebook Comments

Comentários no Facebook