‘Corrida perfeita’ dá vitória a Michal Kwiatkowski na Volta ao Algarve

‘Corrida perfeita’ dá vitória a Michal Kwiatkowski na Volta ao Algarve

232
PARTILHE
volta ao algarve
Kwiatkowski somou a segunda vitória na ‘Algarvia’, que já tinha vencido em 2014 (fotos: João Calado & João Fonseca (Volta ao Algarve)

Michal Kwiatkowski, da Team Sky, somou a segunda vitória na Volta ao Algarve em Bicicleta, que já tinha vencido  em 2014, ao ganhar a quinta e última etapa da 44ª edição do evento. Ao longo de 173,5 quilómetros, foi uma boa jogada táctica de equipa que deu ao ciclista polaco a vitória na etapa que ligou Faro ao alto do Malhão, em Loulé, no passado domingo, 18 de Fevereiro.

Ao quilómetro 15 da etapa um grupo de 31 corredores separou-se do pelotão e conseguiu distanciar-se com uma vantagem de quase cinco minutos, determinante na vitória de Kwiatkowski que se impôs na subida final ao português Rúben Guerreiro (Trek-Segafredo), por quatro segundos, e ao belga Serge Pauwels (Dimension Data), por oito segundos, depois destes terem integrado uma fuga bem-sucedida.

Para o vencedor da competição esta “foi uma etapa muito rápida e com um final totalmente inesperado. Entrámos na fuga sem verdadeiramente saber se teríamos sucesso e tacticamente fizemos a corrida perfeita. Contei com a ajuda do Golas na fuga e na subida final ao Malhão consegui fazer a diferença. É uma vitória importante e que, na véspera das grandes clássicas, dá-me confiança sobre o actual estado da minha condição física. O importante era vencer a Volta ao Algarve e conseguimos. Foi uma vitória da equipa”.

Nelson Oliveira foi o melhor português da competição

- Pub -

A táctica de equipa da Team Sky deixou apenas à concorrência a luta pela segunda e terceira posições da geral. Geraint Thomas, da mesma equipa que o polaco, partiu para a última etapa com a camisola amarela e uma vantagem de 19 segundos em relação ao seu colega de equipa que partiu na segunda posição da classificação geral. Mas o campeão do mundo de 2014 anulou esta diferença e conseguiu terminar a prova com 1.31 minutos de avanço sobre o britânico, vencedor em 2015 e 2016. O norte-americano Tejay Van Garderen (BMC) foi o terceiro a cruzar a meta, a 2.16 minutos do primeiro lugar.

michal kwiatkowski luis forra lusa
Michal Kwiatkowski, o grande vencedor da Volta ao Algarve

O português Nelson Oliveira, da Movistar, era terceiro até à partida para a etapa final da Volta mas terminou a prova na décima posição, a 2.54 minutos. Ainda assim, a décima posição valeu a Nelson Oliveira o título de português melhor classificado da 44.ª edição da Volta ao Algarve.

Team Sky venceu classificação colectiva e Camisola Vermelha Cofidis

Além da vitória na geral individual, a Team Sky ganhou ainda a classificação colectiva e a Camisola Vermelha Cofidis, que também foi entregue a Michal Kwiatkowski.

O estadunidense Benjamin King (Team DImension Data) conservou a Camisola Azul Liberty Seguros, símbolo de rei da montanha, e o holandês Sam Oomen venceu a Camisola Branca Águas do Algarve de melhor jovem, do primeiro ao último dia da Volta.

Classificações Finais

5.ª Etapa/Stage 5: Faro – Alto do Malhão, Loulé, 173,5 km

1.º Michal Kwiatkowski (Team Sky), 4h18m02s (40,344 km/h)

2.º Rúben Guerreiro (Trek-Segafredo), a 4s

3.º Serge Pauwels (Team Dimension Data), a 8s

4.º Stefan Küng (BMC Racing Team), a 13s

5.º Cesare Benedetti (Bora-hansgrohe), a 15s

6.º Dion Smith (Wanty-Groupe Gobert), a 17s

7.º Simon Geschke (Team Sunweb), mt

8.º Julen Amezqueta (Caja Rural-Seguros RGA), a 23s

9.º Ben Swift (UAE Team Emirates), a 29s

10.º Frederik Backaert (Wanty-Groupe Gobert), a 35s

Classificação geral individual:

1.º Michal Kwiatkowski (Team Sky), 18h54m11s

2.º Geraint Thomas (Team Sky), a 1m31s

3.º Tejay van Garderen (BMC Racing Team), a 2m16s

4.º Bauke Mollema (Trek-Segafredo), a 2m22s

5.º Bob Jungels (Quick-Step Floors), a 2m33s

6.º Jaime Rosón (Movistar Team), a 2m49s

7.º Maximilian Schachmann (Quick-Step Floors), a 2m50s

8.º Serge Pauwels (Team Dimension Data), a 2m50s

9.º Felix Grosschartner (Bora-hansgrohe), a 2m51s

10.º Nélson OLiveira (Movistar Team), a 2m54s

Comentários no Facebook