Ana Bacalhau anima 9º aniversário do Auditório Municipal de Olhão

Ana Bacalhau anima 9º aniversário do Auditório Municipal de Olhão

481
PARTILHE

 

ana bacalhau
Ana Bacalhau interpretará temas do seu primeiro álbum a solo, ‘Nome Próprio’ (Foto: DR)

No dia em que o Auditório Municipal de Olhão celebra o seu 9º aniversário, Ana Bacalhau vem a Olhão para um concerto que assinala esta data marcante da história do espaço olhanense.

O evento acontece esta sexta-feira, 23 de Março, às 21.30 horas, e Ana Bacalhau prepara-se para interpretar temas do seu primeiro álbum a solo, o seu disco mais recente, que saiu em 2017.

Todos os espectadores irão ter uma surpresa no início do concerto, revela ao POSTAL o professor Vítor Lopes, actual director do Auditório Municipal de Olhão, “iremos oferecer um porto de honra a todos os que forem ao aniversário na noite do concerto. Será a oferta de uma habitual bebida e de uma flor a todas as senhoras”.

- Pub -

O espetáculo terá uma duração aproximada de 75 minutos e irá ter um custo associado de 12 euros por pessoa.

Ana Bacalhau é um dos grandes nomes da música portuguesa

Ana Bacalhau é hoje considerada um dos grandes nomes da música portuguesa. Depois de dez anos à frente dos Deolinda, grupo inspirado pelo fado e pelas suas origens, Ana Bacalhau estreou-se num projecto a solo, intitulado “Nome Próprio”, a designação do seu novo disco, que reúne trabalhos de letristas como Samuel Úria, Miguel Araújo, António Zambujo, ou Capicua, para além dela própria enquanto intérprete.

Auditório começou a ser construído em 2006

O Auditório Municipal de Olhão foi inaugurado a 21 de Março de 2009 mas a construção desta infra-estrutura teve início em Agosto de 2006, tendo terminado em Janeiro de 2009. No local onde hoje se ergue este espaço de cultura, localizava-se a fábrica de conservas Ramires, da qual permanece a chaminé, recuperada e integrada na arquitectura do edifício.

O Auditório tem uma sala com capacidade para 416 espectadores, uma programação artística regular e uma equipa de técnicos residentes que contribuiu para que o espaço se tornasse, em pouco tempo, um espaço cultural de referência em todo o Algarve.

A relembrar que este ano foi o primeiro de Vítor Lopes à frente da direcção do Auditório Municipal de Olhão, após a saída de Carlos Campaniço.

Próximo espetáculo será em Março

Nem só de música vive o Auditório Municipal de Olhão e por isso, no próximo dia 27 de Março, às 21.30 horas, o teatro sobe ao palco com a peça “Hoje não há teatro II”, com um custo único de sete euros por pessoa.

Facebook Comments

Comentários no Facebook