A ‘Casa Álvaro de Campos’

A ‘Casa Álvaro de Campos’

631
PARTILHE

 

A OPINIÃO de RUI CABRITA; Tavira
A OPINIÃO de RUI CABRITA;
Tavira

A Associação “Casa Álvaro de Campos” (CAC), fundada em 1987, retomou a sua actividade em 2010, data das comemorações dos 120 anos do nascimento de Fernando Pessoa, tendo vindo a desenvolver uma continuada actividade em prol da cultura na nossa cidade, com especial ênfase na temática poética Pessoana.

Fernando Pessoa, um dos maiores génios poéticos e o mais universal dos nossos poetas, tem porventura, no heterónimo “Álvaro de Campos, o Engenheiro Naval de Tavira “, o expoente de vulto da sua personalidade.

Promover a figura de “Álvaro de Campos”, divulgando, com consistência e muita dedicação, a sua poesia e realçando os seus laços à nossa cidade, tem sido uma constante da nossa Associação, contribuindo assim para cimentar o orgulho em tão ilustre “tavirense”.

- Pub -

…”tudo vale a pena se a alma não é pequena”… este o lema pessoano base do nosso entusiasmo e que faz com que o sonho nos persiga, buscando levar à prática realizações que divulguem a sua obra poética.

E, mercê da dedicação de muitos, temos contribuído para manter acesa a chama da cultura na nossa cidade.

Na passada sexta-feira [23 de Fevereiro] teve lugar a Assembleia Geral que elegeu a nova Direcção dando assim aprovação ao ambicioso programa que a “Casa Álvaro de Campos” pretende levar a cabo. Do referido programa transcrevem-se as principais linhas de acção que bem explicitam as motivações desta Casa da Cultura:

“A privilegiada localização, conferindo-lhe condições óptimas de visibilidade, deverá ser correspondida com uma imagem e conteúdo dignificante, que torne reconhecido o seu desempenho cultural, em que o livre e público acesso constitua um valioso e digno contributo prestado à cidade.

Pretende-se incentivar a actividade da “Casa” dotando-a com um polo museológico evocativo do Poeta, realizando exposições continuadas e vocacionando parte das nossas actividades para a divulgação e promoção de artistas locais ou residentes, oferecendo espaços onde possam dar a conhecer as suas criações e que sejam uma mostra viva das nossas vivências culturais

Pretende-se adoptar um figurino do tipo sala de convívio/leitura, onde se vá ver exposições e se possa permanecer, lendo, ouvindo música, descansando ou conversando, …

… A excepcional dinâmica turística a que vimos assistindo sensibiliza-nos para que a acção da nossa Associação possa assim aproveitar na promoção da nossa cidade.

Estamos convictos que a “Casa Álvaro de Campos” continuará a ser um polo de interesse turístico-cultural de relevo, muito especialmente para os visitantes, funcionando em simbiose e complementaridade às realizações de outros espaços culturais.

Perseguimos com empenho o sonho de ver Tavira dotada com uma estatuária evocativa de Álvaro de Campos em local nobre da cidade.

Igualmente se situa nos nossos projectos a realização duma produção cinematográfica, biográfica do poeta, onde se evidencie a sua ligação a Tavira.

E mantém-se a determinação da edição do “Roteiro Pessoano de Tavira”.

Assim, a “Casa Álvaro de Campos”, abre-se e confunde-se com a cidade, dando razão à razão primeira da sua existência – constituir-se como um polo activo de intervenção e de divulgação cultural”.

Comentários no Facebook