Faro: oceanos dão mote para festival de cinema a partir de quinta-feira

Faro: oceanos dão mote para festival de cinema a partir de quinta-feira

816
PARTILHE
oceanos
Festival pretende mostrar em Portugal uma selecção de documentários dedicados aos oceanos (Foto de arquivo)

Os oceanos são o mote para cinco sessões temáticas de filmes e documentários que vão ser exibidos no Festival de Cinema ‘Scianema’, que este ano decorre em vários locais da capital algarvia, entre quinta-feira e sábado.

Em comunicado, a organização do festival, a cargo da Associação de Ciências Marinhas e Cooperação (Sciaena), adianta que cada sessão será dedicada a uma temática diferente, consistindo na exibição de uma selecção de curtas ou de uma longa-metragem, seguida de um painel de discussão.

Na quinta-feira, será apresentado em estreia nacional o filme “A Grande Onda”, sobre o risco de ‘tsunamis’ na Península Ibérica, e, no sábado, o festival encerra com a exibição do filme “Odisseia”, sobre a vida de Jacques Cousteau, sessões que decorrem em Os Artistas, em Faro, a partir das 21:30.

Na sexta-feira, no mesmo local e a partir da mesma hora, será abordado o tema dos plásticos e do lixo marinho, com a exibição do filme brasileiro “Uma Gota”, refere a organização do festival, que já vai na sua terceira edição.

O programa inclui ainda duas sessões dirigidas aos estudantes da Universidade do Algarve (UAlg): na quinta-feira, será exibida uma selecção de curtas metragens sobre o tema da sustentabilidade das pescas, e, na sexta-feira, é a vez da mineração em mar profundo, com a exibição de uma selecção de curtas metragens sobre o tema.

Ambas as sessões, que vão acontecer no ‘campus’ de Gambelas da UALg, às 16.30 horas, serão seguidas de palestras, conduzidas pelo presidente da Sciaena, Gonçalo Carvalho, que irá falar, na primeira sessão, sobre a implementação da Política Comum das Pescas, e na segunda sobre “Mineração em Mar Profundo — Não Obrigado”, ao abrigo da iniciativa “Oceano Livre”.

“Este festival pretende facilitar a comunicação científica sobre o mundo marinho, promovendo uma discussão aberta, criando uma oportunidade para investigadores, estudantes, cineastas e outros interessados em filmes e meios de comunicação desfrutarem e discutirem em conjunto os assuntos do mar”, lê-se no comunicado.

Segundo a organização, o festival pretende ainda “mostrar em Portugal uma selecção de documentários dedicados aos oceanos, com o objectivo de encorajar, inspirar, consciencializar e promover o seu livre acesso não só a especialistas, mas também ao público em geral”.

Esta edição conta com a parceria da Universidade do Algarve (UAlg), do Centro de Ciências do Mar (CCMAR), do Cineclube de Faro (CCF), da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), e da Sociedade Recreativa Artística Farense “Os Artistas”, entre outros.

Este ano, o festival inclui ainda uma actividade em duas escolas secundárias algarvias nas manhãs de quinta e sexta-feira, que consistirá na exibição de uma selecção de curtas sobre vários assuntos de conservação marinha, seguida de uma discussão aberta com os alunos, refere a Agência Lusa.

Facebook Comments

Comentários no Facebook