Taxa turística: “Há ainda muita falta de informação”

Taxa turística: “Há ainda muita falta de informação”

555
PARTILHE

 

214.1 João Soares
João Soares, representante da AHP no Algarve (Foto D.R.)

A AHP – Associação da Hotelaria de Portugal considera “inoportuna e desadequada a decisão da AMAL de introduzir uma taxa turística em todos os municípios do Algarve, atendendo sobretudo à concorrência de outros destinos e à redução do mercado britânico na região”.

O facto do Algarve ser um destino “demasiado sazonal” e de estadias mais prolongadas na hotelaria, em comparação com destinos urbanos, vai, de acordo com a AHP, “obrigar também os hoteleiros a ajustar os seus preços, principalmente em época baixa, de forma a compensar os seus hóspedes, pelo que esta decisão, sem qualquer consulta à hotelaria, demonstra um total desconhecimento da realidade do sector”.

Ao POSTAL, João Soares, representante da AHP no Algarve, disse ser importante ouvir aquilo que a AMAL tem a dizer porque “há ainda muita falta de informação e é necessário ter um conhecimento mais global da situação para depois ter uma opinião mais concreta”.

(Cátia Marcelino / Henrique Dias Freire)

Facebook Comments

Comentários no Facebook