Prémios Excelência: Teresa Lopes, a ‘filha’ de Fernando Pessoa

Prémios Excelência: Teresa Lopes, a ‘filha’ de Fernando Pessoa

482
PARTILHE

 

teresa-rita
Teresa Rita Lopes é professora jubilada e investigadora da obra Pessoana (Foto: DR)

O POSTAL revela mais uma Personalidade que vai ser homenageada com o Prémio Excelência – Gala Postal 30 anos, no Casino de Vilamoura, esta sexta-feira, dia 20 de Abril.

Maria Teresa Rita Lopes tem 80 anos, é natural de Faro e reside em Almada. Começou por ser professora catedrática da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Actualmente é professora jubilada e investigadora na edição criteriosa da obra de Fernando Pessoa. Para além disto, é escritora e conta com mais de 20 obras publicadas entre poesia, conto, teatro e investigação.

Tem um filho com 57 anos e dois gémeos de 55.

Ao perguntar-lhe sobre o que mais gosta da região algarvia, Teresa diz que não consegue escolher, pois gosta de tudo. Quanto aos passatempos, refere que não os tem devido à falta de tempo. Para a investigadora, a fórmula do sucesso é o trabalho

Afirma ser uma pessoa reservada e sem paixões secretas, mas com um objectivo de vida bem definido: fazer o que não está feito no domínio da obra pessoana e editar toda a sua obra literária, esgotada e inédita.

CRONOLOGIA

12/09/1937 – Nascimento;

10/1948 – Entrada para o Liceu Nacional de Faro;

1953 – Recebe quatro prémios nos jogos Florais do liceu (três em poesia e um em conto);

10/1955 – Matricula-se na Faculdade de Letras de Lisboa em Românicas;

1960 – Conclui a licenciatura;

11/1963 – Exila-se em Paris;

1975 – Conclui o doutoramento em Sorbonne em Literaturas Comparadas;

11/1976 – Regressa a Lisboa como professora da Universidade Nova

2006 – Aposenta-se e torna-se investigadora da obra de Fernando Pessoa

Facebook Comments

Comentários no Facebook