Jornada dos Caçadores pelo Ambiente recolheu mais de 82 toneladas de lixo

Jornada dos Caçadores pelo Ambiente recolheu mais de 82 toneladas de lixo

343
PARTILHE
Os Bombeiros de Monchique apresentaram um exercício no âmbito da prevenção dos fogos florestais (Foto D.R)
Os Bombeiros de Monchique apresentaram um exercício no âmbito da prevenção dos
fogos florestais (Foto D.R)

A Federação de Caçadores do Algarve promoveu em todos os concelhos da região a jornada “Dia Nacional dos Caçadores pelo Ambiente 2018”, no passado domingo dia 20 de Maio. No terreno estiveram presentes mais de três mil caçadores associados em clubes de caça e pesca, associações e empresas de turismo cinegético suas filiadas. Para além destes, a iniciativa contou ainda com a colaboração das Câmaras Municipais, Juntas de Freguesia e Algar – Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos, S.A.

O evento, que contou este ano com a sua décima edição, teve a participação activa de diversos autarcas do Algarve, como: Miguel Freitas (Secretário de Estado das Florestas e Desenvolvimento Rural); Arminda Andrez (Vice-presidente da Câmara Municipal de Monchique); Fernando Severino (Director Regional de Agricultura e Pescas do Algarve); António Miranda (Instituto de Conservação da Natureza e Florestas do Algarve) e Fernando Castanheira Pinto (Presidente da Confederação Nacional dos Caçadores Portugueses) Todos eles tiveram a oportunidade de assistir a um exercício no âmbito da prevenção dos fogos florestais, organizado pelos Bombeiros Municipais de Monchique.

Fernando Castanheira Pinto ficou satisfeito com os resultados alcançados e durante o almoço convívio que decorreu em Monchique, no final da Jornada, agradeceu a participação de todos, enaltecendo o contributo das entidades presentes.

A Jornada de 2018 teve duas vertentes, em alguns concelhos, a acção realizou-se à semelhança dos anos anteriores, já em Marmelete e Monchique, esta iniciativa teve o mérito de contribuir para a limpeza e desmatação em redor de algumas casas, de maneira a prevenir incêndios. Isto porque, vários proprietários já não têm condições para o fazer. Neste âmbito, Miguel Freitas, Secretário de Estado das Florestas e Desenvolvimento Rural, agradeceu à Federação de Caçadores o contributo dado na protecção da floresta.

- Pub -

Miguel Freitas realçou, ainda, o facto de os “caçadores serem muito importantes para o espaço rural”, e que o “trabalho de preservação da floresta tem que ser feito em equipa”.

Nesta jornada, em prol do Ambiente, foram recolhidas mais de 82 toneladas de lixo e monos, deixando assim o espaço florestal no seu todo bastante mais limpo.

(Maria Simiris / Henrique Dias Freire)

Comentários no Facebook