Loulé: Novas instalações do INEM criadas de raiz até 2020

Loulé: Novas instalações do INEM criadas de raiz até 2020

550
PARTILHE
O investimento está previsto ser de 1,5 milhões de euros (Foto D.R.)
O investimento está previsto ser de 1,5 milhões de euros (Foto D.R.)

O Salão Nobre dos Paços do Concelho, em Loulé, foi palco da celebração do contrato de cooperação interadministrativa entre a Câmara Municipal e o INEM, na passada quarta-feira, 9 de Maio. Este contrato dá seguimento à construção de novas instalações, na cidade de Loulé, deste instituto médico.

O edifício, que será edificado de raiz, irá localizar-se numa zona central, junto ao nó da A22. Esta zona é já denominada de “cidadela” de protecção e segurança do Algarve por já se encontrarem lá outros equipamentos como o Quartel de Bombeiros Municipais, o Heliporto onde está em permanência o helicóptero do INEM e as futuras instalações, que já se encontram em construção, do CDOS – Comando Operacional de Operações de Socorro de Faro da Autoridade Nacional da Protecção Civil.

Estas instalações terão um âmbito regional uma vez que irão servir todo o Algarve, contribuindo de maneira a que o INEM possa “satisfazer as suas necessidades e cumprir a sua missão com mais eficácia, nomeadamente garantir a assistência adequada às vítimas de acidente e doença súbita e, enquanto agente de protecção civil, poder ter melhores condições para garantir o socorro e assistência às populações em caso de necessidade”, tal como explicou o presidente do conselho directivo do instituto, Luís Meira.

Segundo este responsável, a criação destas instalações, pretende reactivar a delegação do INEM na região, à semelhança do que acontecia há uns anos atrás. Luís Meira afirmou ainda que: “estamos focados em garantir que a operacionalidade volte a ser a mesma de há alguns anos, nomeadamente com a reactivação do Centro de Formação de Faro e com a dotação do Centro de Orientação de Doentes Urgentes de todas as capacidades que temos no Porto, em Coimbra e Lisboa”.

Já para o presidente da Câmara Municipal, Vítor Aleixo: “a cidade de Loulé dá, assim, um contributo para a reabilitação de um dos serviços fundamentais da órbita do Serviço Nacional de Saúde no Algarve”.

Tal como está protocolado, as instalações entrarão em funcionamento até ao final do ano de 2020. O valor previsto com o projecto de execução, a empreitada e a sua fiscalização rondará os 1,5 milhões euros.

(Maria Simiris / Henrique Dias Freire)

Facebook Comments

Comentários no Facebook