Terra de Maio atraiu milhares ao Azinhal (com fotogaleria)

Terra de Maio atraiu milhares ao Azinhal (com fotogaleria)

327
PARTILHE

A “Terra de Maio” atraiu, no passado fim-de-semana, milhares de pessoas à aldeia do Azinhal à procura do melhor queijo fresco de cabra de raça algarvia.

Abraçado pela programa 365 Algarve, o evento Terra de Maio & Algharb.come ofereceu um rico e diversificado programa, dividido em três dias, entre 25 e 27 de Maio, onde coube a gastronomia local, a comercialização de produtos tradicionais, mostras de vinhos, artesanato ao vivo, demonstrações de cozinha, exposições de variadas temáticas, ateliês infantis e muita animação musical, com particular destaque para o fado e o flamenco no reflexo daquela que é a cultural local de um território transfronteiriço, com nomes como Valentim Filipe & Raquel Peters (Associação de Fado do Algarve), Raquel Tavares, Ballet Espanhol de Gracia Diaz e “Makarines”.

Pelo 3º ano consecutivo, a ANCCRAL (Associação Nacional dos Criadores de Caprinos de Raça Algarvia) fabricou um queijo fresco com aproximadamente 40 quilos e 80 centímetros de diâmetro, para o qual foram necessários cerca de 170 litros de leite e 1,5 quilos de flor de sal de Castro Marim. O “Maior Queijo de Cabra de Raça Algarvia” ofereceu quatro variedades de queijo: o genuíno queijo fresco, queijo fresco com amêndoas e passas, queijo fresco com coentros e salsa e queijo fresco com tomilho.

Esta edição, que deu particular realce ao fado e ao flamenco

- Pub -

O Laboratório de Gostos é sempre uma das grandes atracções deste evento, este ano com dois grandes destaques, o chef Vitor Sobral, grande referência da gastronomia nacional, e o projecto Cataplay, promovido pelo restaurante Tertúlia Algarvia e que juntou gastronomia, teatro, música ao vivo e coreografias, num espectáculo único e intenso, de sensações e sabores. A destacar ainda, no campo da gastronomia, o showcooking do chef David Domingues, do Praia Verde Boutique Hotel, o Ronquear do Atum, pela Confraria do Atum (Vila Real de St. António), e a recriação da Vila de Amêijoas.

Evento apostou este ano numa rede de transportes gratuita, chamada “A Rota de Maio”, que passou pelas principais povoações do concelho e unidades hoteleiras da região Baixo Guadiana.

Nesta edição, que deu particular realce ao fado e ao flamenco, esteve patente a exposição “Fado, Património da Humanidade”, uma reprodução da exposição permanente do Museu do Fado.

Também espaço de formação e estímulo ao empreendedorismo, a Terra de Maio & Algharb.come deu lugar a um seminário, com a participação da Universidade do Algarve, Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve, Associação Backup e Associação Odiana, com as temáticas do turismo criativo, gastronomia e agricultura.

Co-financiado pelo programa 365 Algarve, “A Terra de Maio & Algahrb.come” foi organizada pela Câmara de Castro Marim, Junta de Freguesia de Azinhal e Associação Backup, com o projecto Algahrb.come. Teve a colaboração do Ministério da Agricultura, Mar, Ambiente e Ordenamento do Território, Turismo de Portugal, Escola de Hotelaria e Turismo de Vila Real de St. António, Associação Nacional de Criadores de Caprinos de Raça Algarvia (ANCCRAL), Casa do Povo do Azinhal, Associação Recreativa e Cultural do Azinhal, Supermercados Corvo e marca Natural.pt, sendo ainda um evento integrado integrada no programa Bandeira Azul.

Comentários no Facebook