Volta a Portugal regressa ao Algarve, depois de dez anos de ausência

Volta a Portugal regressa ao Algarve, depois de dez anos de ausência

253
PARTILHE
Região estava afastada da prova desde 2008, edição em que Portimão foi o local de arranque da corrida (Foto de arquivo: DR)

A Volta a Portugal vai este ano regressar ao Algarve, região que estava afastada da prova há dez anos, afirmou esta quarta-feira, 30 de Maio, o director da competição, Joaquim Gomes.

“Confirmo o regresso do Algarve à Volta a Portugal, depois de dez anos de ausência”, disse Joaquim Gomes, depois de questionado pela Agência Lusa, no final da cerimónia de apresentação da terceira etapa da 80.ª edição da competição, que vai decorrer entre Sertã e Oliveira do Hospital, passando por alguns concelhos afectados pelos grandes incêndios de 2017.

A região estava afastada da prova desde 2008, edição em que Portimão foi o local de arranque da corrida.

Além disso, a competição deste ano vai ter também um “regresso pleno do Alentejo”, frisou Joaquim Gomes.

- Pub -

A 80.ª edição da Volta a Portugal vai começar em Setúbal, ao 1 de Agosto, e acabar em Fafe, no dia 12, contando com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, na etapa em que passa por concelhos afectados pelos incêndios de 2017.

Etapa Vida presta homenagem às populações afectadas pelos fogos

Essa tirada de 175,9 quilómetros, denominada Etapa Vida, decorre em 4 de Agosto e constitui-se como uma homenagem às populações afectadas pelos fogos no centro do país.

“É uma modalidade que é uma excepcional ferramenta de promoção territorial”, vincou Joaquim Gomes, referindo que nenhum dos municípios por onde vai passar essa etapa terá custos com a competição, graças a um reforço financeiro por parte dos patrocinadores.

O antigo ciclista Marco Chagas, que venceu a sua primeira etapa na Volta a Portugal em 1976 na Sertã, vai ser o padrinho desse percurso.

Segundo Joaquim Gomes, a terceira etapa vai ser uma tirada de “transição entre a parte mais fácil da Volta” e a entrada na sua “fase mais exigente”, contando com uma parte de montanha mais difícil na passagem entre Castanheira de Pera e Lousã.

Esta etapa vai partir na Alameda da Carvalha, na Sertã, e terminar na Rua D. Carlos Campos, em Oliveira do Hospital, por volta das 17:30, depois de ter percorrido os concelhos de Pedrógão Grande, Figueiró dos Vinhos, Castanheira de Pera, Lousã, Góis, Arganil e Tábua.

“É uma honra e vamos apoiar os atletas da melhor maneira possível”, salientou o presidente da Câmara da Sertã, enaltecendo ainda o facto de ser uma etapa sem custos para os municípios.

Também os presidentes das Câmaras de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino, e de Pedrógão Grande, Valdemar Alves parabenizaram a organização pela iniciativa, considerando que “vai ser um momento bonito para a região”.

 

 

 

Comentários no Facebook