Concurso para emprego público na Junta de Cabanas de Tavira fica deserto

Concurso para emprego público na Junta de Cabanas de Tavira fica deserto

1525
PARTILHE
O único candidato não compareceu (Foto: D.R.)
O único candidato não compareceu (Foto: D.R.)

Segundo um comunicado da União de freguesias de Conceição e Cabanas de Tavira, assinado pelo presidente da Junta, Ângelo Filipe Silva Pereira, o concurso para recrutamento de dois postos de trabalho ficou deserto devido à falta de comparência do único candidato.

Nesse mesmo comunicado pode ler-se o seguinte:

“Torna-se público que o procedimento concursal, aberto através do Aviso nº 3976/2018, publicado no Diário da República, 2ª série, nº 59, de 23 de Março de 2018, para recrutamento de dois postos de trabalho na carreira de Assistentes Operacionais, na modalidade de emprego público por tempo indeterminado, aprovado por deliberação da Assembleia de Freguesia em reunião de 23 de Fevereiro de 2018, sob proposta do Executivo, nos termos e para os efeitos previstos no artigo 64º da Lei nº 82-B72014, de 31 de Dezembro, ficou deserto por falta de comparência do único candidato ao método de Prova de Conhecimentos.

15 de Maio de 2018. – O Presidente da Junta, Ângelo Filipe Silva Pereira”

A taxa de desemprego caiu para os 7,9 por cento, consoante aponta o INE – Instituto Nacional de Estatística. Este valor traduz-se em 410, 1 mil pessoas sem trabalho em Portugal, no primeiro trimestre do ano, menos 21,7 por cento face ao período homólogo do ano anterior. Números que não eram atingidos há quase uma década, nomeadamente desde o quarto trimestre do ano de 2008.

A região algarvia encontra-se com valores abaixo da média nacional, segundo o INE: “abaixo da média nacional, situaram-se as taxas de desemprego do Alentejo, com 7,8 por cento; do Algarve, com 7,6 por cento e do Centro com 6,3 por cento”.

(Maria Simiris / Henrique Dias Freire)

Facebook Comments

Comentários no Facebook