Lagos reforça dispositivo de limpeza durante o Verão

Lagos reforça dispositivo de limpeza durante o Verão

269
PARTILHE
ilha ecologica-1
Plano de reforço do dispositivo de limpeza urbana já está em execução (Foto: DR)

O Centro Histórico de Lagos vai ter circuitos extraordinários de recolha de resíduos. Antevendo uma concentração elevada de população flutuante durante o período de Verão e um acentuado aumento de produção de resíduos, a Câmara lacobrigense traçou um plano de reforço do dispositivo de limpeza urbana para o centro histórico da cidade que está já em execução.

À varredura diária dos arruamentos e à lavagem de ruas de acordo com as necessidades, juntam-se a recolha de resíduos das papeleiras duas vezes por dia (com recolha extraordinária realizada no final de cada dia); a recolha extra de recicláveis (papel, cartão e embalagens) entre as 18 e as 20 horas; e a recolha de resíduos sólidos urbanos todos os dias da semana entre a 00 e as 6 horas, acrescida de uma recolha extra de sacos depositados indevidamente durante o dia, a ter lugar entre as 15 e as 17 horas.

Conforme explica a Câmara de Lagos em comunicado de imprensa, “este reforço de meios foi acompanhado de um esforço acrescido de articulação com os vários operadores envolvidos, designadamente a ALGAR, sensibilizando a referida entidade para a necessidade de assegurar a recolha dos pontos mais críticos e de maior deposição de recicláveis, como sejam os ecopontos junto ao Mercado e na Praça do Infante. Em resultado desta acção irá ser assegurada a recolha diária, tendo sido contratada uma empresa para fazer a limpeza das envolventes das ilhas ecológicas”.

Ao nível da sensibilização, esta foi direccionada aos consumidores não-domésticos, numa acção porta-a-porta, realizada pelo serviço de fiscalização ambiental da autarquia, que teve como objectivo promover a adesão dos comerciantes e estabelecimentos de restauração e bebidas à ALGARLINHA – um serviço gratuito de recolha porta-a-porta de embalagens recicláveis (papel, cartão, plástico, metal/ECAL e vidro) – e evitar a concentração excessiva destes resíduos nos ecopontos e suas imediações.

- Pub -

A pensar nos consumidores domésticos, a autarquia irá também distribuir um folheto informativo recordando “as regras de deposição e as coimas associadas aos incumprimentos, no sentido de apelar à consciência cívica e ambiental dos residentes e de todos os que neste período utilizam o espaço público, cuja boa manutenção depende da colaboração dos cidadãos”.

Facebook Comments

Comentários no Facebook