Nuno Silva e Dário Martins estreiam-se a vencer no Rali de Loulé

Nuno Silva e Dário Martins estreiam-se a vencer no Rali de Loulé

354
PARTILHE
nuno silva e dario martins2
A dupla albufeirense Nuno Silva/Dário Martins estreou-se ao volante de um Fiat Punto HGT (Fotos: DR)

A segunda prova do Campeonato Sul de Ralis disputou-se no passado domingo, 3 de Junho, em Loulé.

Nesta corrida estreou-se a dupla albufeirense Nuno Silva/Dário Martins, ao volante de um Fiat Punto HGT, inseridos na categoria P2, a qual venceram. Uma prova marcada por varias desistências, derivado à dureza dos troços da Serra do Caldeirão. A dupla albufeirense optou por fazer uma prova calculista, para evitar problemas de maior. Mesmo assim, um pequeno problema mecânico ainda assustou a equipa, que tudo fez para levar o carro até ao parque fechado final e assim, terminar a prova no segundo lugar das duas rodas motrizes, 1″ da categoria P2.

“Sendo este o meu primeiro rali em piso de terra e tendo visto no sábado o tipo de piso em que ia-se disputar o rali, desde então, que o nosso objectivo passou a ser o termino da prova sem problemas de maior”, explica Nuno Silva.

nuno silva e dario martins
Prova foi marcada por varias desistências derivado à dureza dos troços da Serra do Caldeirão

“Na primeira passagem entramos cautelosos e começamos a ver alguns concorrentes a ficarem pelo caminho. Na segunda passagem, já com um problema mecânico que nos causava perda de potência, tentamos arriscar mais onde podíamos e numa curva, uma batida por baixo do carro mais forte, causou-nos a ruptura do carter e à perda de óleo do motor até ao final da prova. E foi desta maneira que chegamos ao fim. O resultado, não podia ter sido melhor. Nas próximas provas, iremos tentar evoluir um pouco mais o carro, para ver se conseguiremos mais um bom resultado”, acrescenta.

- Pub -

Nuno Silva agradece “o excelente trabalho da equipa MC Competições, ao Município de Albufeira, Angelus Bar, Sapori di Gelato, Reboques Florival e Marreiros, Clínica Etienne, Canilux, Ecovynil, Pneu Rápido, Jorge Amortecedores e P1 Portugal”.

nuno silva e dario martins3Dário Martins diz que “o Rali de Loulé 2018 foi a minha estreia a bordo de uma viatura de ralis, como tal, o meu principal objectivo seria fazer quilómetros. Logo, o mais sensato seria adoptar um ritmo de prova cuidadoso, tendo como objectivo principal chegar ao fim e obter o máximo de experiência”.

“A nossa aposta foi certeira e chegámos ao final, mesmo com alguns percalços, que nos causou uma perda de potência na segunda parte do rali.

A cereja no topo do bolo foi a vitória na Classe P2-3 e uma referência positiva como o segundo lugar na tabela de classificação final em viaturas de duas rodas motrizes”, declara.

“Pessoalmente, foi uma experiência incrível e que me deixou com vontade de fazer mais e melhor nas restantes provas do campeonato”, remata o piloto.

A próxima prova está agendada para 29 e 30 de Julho em Ourique.

Comentários no Facebook