JS Algarve alerta para a precariedade no sector da hotelaria

JS Algarve alerta para a precariedade no sector da hotelaria

346
PARTILHE
hotelaria
A Juventude Socialista diz que há excesso de horas e baixos salários (Foto: D.R.)

A JS Algarve alerta para “a precariedade no sector da hotelaria, tendo em conta que parte das pessoas que trabalham no sector da hotelaria (em período sazonal) são jovens. Com o objectivo de juntar dinheiro para pagar despesas relativas à sua educação”.

Para os jovens socialistas “a falta de mão de obra no Algarve prende-se essencialmente com a falta de condições de trabalho, nomeadamente o excesso de horas e os baixos salários”.

O sector da hotelaria tem vindo a melhorar os seus resultados ano após ano, no entanto, “esta área está cada vez mais precária, onde os horários de trabalho são cada vez mais longos e os salários não aumentam”.

Para a JS Algarve “é essencial uma regulação eficaz para o trabalho temporário onde a fiscalização para as condições laborais seja uma realidade e que as entidades patronais possam ser referenciadas e que possam vir a pagar coimas caso se verifique o excesso de horas de trabalho bem como a falta de condições laborais”.

Facebook Comments

Comentários no Facebook