Secretária de Estado do Ordenamento do Território visita praia da Fuseta

Secretária de Estado do Ordenamento do Território visita praia da Fuseta

175
PARTILHE
Foto: D.R.
Praia da Fuseta-mar foi severamente devastada com as intempéries ocorridas este ano (Foto: D.R.)

A secretária de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza, Célia Ramos, visita a praia da Fuseta-mar esta terça feira, 31 de Julho, para se inteirar da obra do reforço do cordão dunar levada a cabo pela Sociedade Polis Litoral Ria Formosa.

A Ilha da Fuseta reabriu ao público no início de Julho, após a conclusão dos trabalhos de reposição de areia nos 200 metros da concessão, na sequência das intempéries ocorridas no final de Fevereiro e início de Março deste ano, que “roubaram” grande parte da ilha.

Também os passadiços foram reconstruídos, bem como o cais de embarque e as respectivas passadeiras. As intervenções, da responsabilidade do Município de Olhão, tiveram um valor total de 219 mil euros, provenientes do Fundo do Ambiente.

Recorde-se que a praia da Fuseta-mar foi severamente devastada, tendo perdido um significativo volume de areia, de onde resultou o corte da duna numa altura superior a três metros em grande extensão da ilha, e consequente destruição de parte das paliçadas existentes.

- Pub -

“Tendo sido possível efectuar a consignação da empreitada em 22 de Maio, foram multiplicados esforços para agilizar o cumprimento de objectivos iniciais no que diz respeito ao reforço do cordão dunar, em particular a reposição de sedimentos e reperfilamento de uma frente de praia com cerca de 200 metros, objectivo prioritário para viabilizar a abertura da época balnear naquela praia, o que veio a acontecer em 10 de Julho e possibilitou hastear as bandeiras Azul e Qualidade de Ouro da Quercus, com que esta zona balnear olhanense voltou a ser distinguida este ano”, explica a autarquia olhanense em comunicado de imprensa.

De acordo com a Sociedade Polis, no âmbito do reforço do cordão dunar nesta zona tão fragilizada, já foram repostos, e parcialmente reperfilados, cerca de 80 mil m³ de areia, permitindo em paralelo que a praia disponha de condições para ser utilizada pelo público em geral, concessionários e outras entidades de promoção turística, na área de intervenção.

Comentários no Facebook