Jovem de 16 anos organiza evento solidário em Tavira

Jovem de 16 anos organiza evento solidário em Tavira

813
PARTILHE
Manuel Machado organizou tudo sozinho (Foto: D.R.)
Manuel Machado organizou tudo sozinho (Foto: D.R.)

Manuel Machado de 16 anos tinha a ideia de organizar uma festa diferente para divertir os amigos. Segundo o mesmo, “queria uma festa que valesse a pena”.

Ao conhecer a história de Afonso Castanho, a criança com 11 anos, de Vila Real de Santo António, que lutava contra um cancro, o jovem tavirense não pensou duas vezes. Todos os lucros da sua festa reverteriam para os tratamentos da criança.

Infelizmente, no dia em que Manuel ia enviar os convites, Afonso perde a batalha contra a doença.

Manuel continuou focado na sua ideia de organizar a festa de cariz solidário. Ao deparar-se com os incêndios na serra de Monchique, o novo objectivo surgiu-lhe naturalmente: angariar dinheiro para comprar árvores, de maneira a “reflorestar a área ardida”.

Qualquer festa necessita de investimento e Manuel começou por ir trabalhar para o café “Tavira Antiga”, de maneira a juntar dinheiro para o evento. “Eu fui trabalhar para conseguir fazer a festa, porque sem o ordenado nada disto era possível”, afirma o jovem ao POSTAL.

Depois de receber o salário, Manuel Machado enviou convites a diversas personalidades da cidade de Tavira, de maneira a conseguir juntar o maior número de pessoas. “Estão esperadas diversas pessoas influentes daqui, como donos de grandes empresas. Todos os contactos fui eu que fiz”, explica Manuel.

A festa decorreu no Club de Tavira (Foto: D.R.)
A festa decorreu no Clube de Tavira (Foto: D.R.)

Foi então no passado dia 24 de Agosto, sexta-feira, que Manuel viu a sua ideia ser posta em prática no Clube de Tavira. A animação ficou a cargo do Dj Serginho, de Cabanas de Tavira e, o equipamento de som foi cedido pelo Colégio Bernardette Romeira. Contactos que, mais uma vez, foram todos realizados pelo jovem.

No final da noite: “angariamos cerca de 650€, tirando os 400€ da despesa, fica por volta dos 250€”, esclarece o adolescente.

Apesar dos seus 16 anos, Manuel é um jovem ambicioso e por isso, enaltece ao POSTAL que “para acrescentar mais dinheiro ao valor angariado, irei vender rifas e sortear um prémio”.

Depois de todos os fundos recolhidos, Manuel vai com a Quercus comprar e plantar as árvores em Silves e em Monchique.

Clara Várzea, mãe de Manuel, não podia estar mais orgulhosa. “Não há palavras para descrever. Ele fez tudo sozinho. A ideia de ele trabalhar também foi dele. O Manuel foi o mentor e nós apoiamos. Espero que estas iniciativas se venham a repetir e que seja um mote para outras acções solidárias”.

(Maria Simiris / Henrique Dias Freire)

Facebook Comments

Comentários no Facebook