Programa “Praia à Praia” da TSF mostrou o melhor de Lagoa

Programa “Praia à Praia” da TSF mostrou o melhor de Lagoa

534
PARTILHE
1
TSF mostrou aos ouvintes o que de melhor o concelho de Lagoa oferece aos seus habitantes e visitantes (Fotos: D.R.)

O programa “Praia a Praia”, que esteve em directo no passado domingo, 19 de Agosto, a partir da Praia Grande, em Ferragudo, mostrou aos ouvintes o que de melhor o concelho de Lagoa oferece hoje aos seus habitantes e visitantes. Ao longo de sensivelmente duas horas, a última praia costeira do programa da TSF encheu-se de redobrada vida, com muitas entrevistas e um programa de actividade física dinamizado pelo Ginásio Clube Português.

Francisco Martins, presidente da Câmara de Lagoa recordou que Lagoa “é o segundo concelho mais pequeno da região, situado no centro do Algarve, com uma costa riquíssima e de uma beleza única” e justificou a “ocupação turística do concelho durante quase o ano inteiro” com a aposta em nichos de mercado, mas também “nos cuidados com o património, na promoção cultural e na preocupação ambiental”. “Somos, por isso, uma referência em termos de um turismo de qualidade no Algarve”, acrescentou.

“Muitas vezes pensamos que o turismo se esgota na ocupação hoteleira e na restauração, mas tudo o que está à volta importa, da construção civil à oferta imobiliária (…). Lagoa não tem torres, mantém-se fiel a uma traça, isso torna-a atractiva e, do ponto de vista económico, gera retornos. Essa é uma estratégia que será para continuar”, acrescentou, “preservar cada vez mais a nossa costa, a primeira linha, dar ênfase ao que o concelho tem de bom e, obviamente, criar condições para a escolha deste concelho para viver”.

Dinamismo económico de Lagoa foi também um dos pontos abordados

O dinamismo económico de Lagoa foi também um dos pontos abordados neste programa. Francisco Martins recordou com alegria que a FATACIL, que inaugurou este ano com a presença do Presidente da República, atingiu o seu record no passado sábado, dia 18. “Foi o melhor dia de sempre das 39 edições da FATACIL. É um certame que está cada vez mais afirmado”.

A maior feira a sul do Tejo acolhe este ano 700 expositores, com muito artesanato ao vivo, e tem no seu seio, segundo o autarca, uma grande vantagem: a sua oferta. “É uma montra de Portugal para o mundo”, disse, na medida em que as cerca de 180 mil pessoas esperadas “conseguem conhecer um pouco de Portugal sem sair do mesmo espaço”.

2
Ginásio Clube Português dinamizou um programa de actividade física

Francisco Martins realçou ainda como de relevante importância para o concelho sectores como a Educação, a Cultura, o Imobiliário ou a Vinha, áreas onde a autarquia tem vindo a fazer uma forte aposta. “Duplicamos nos últimos quatro anos o número de produtores e temos tido vinhos premiados internacionalmente”.

O programa da TSF ouviu ainda um conjunto de entidades que promovem todos os dias a vila. Luís Veríssimo, ligado à elevação de Ferragudo a vila (medida que apresentou enquanto deputado), realçou a beleza e a importância da “conjugação entre o tipicismo e as características piscatórias da vila, aliadas ao desenvolvimento turístico”.

A beleza esteve também presente no percurso guiado pelo arquitecto paisagista José Vieira ao recém-inaugurado Trilho dos Promontórios. “São 7,5 quilómetros, não muito difíceis, com um património interessantíssimo, sobretudo ao nível da Geologia, porque conta muito da história destas arribas, muito rendilhadas”. Do Farol da Ponta do Altar (dormitório de aves marinhas e Zona de Proteção Especial, onde nidifica a graça branca na Primavera), o jornalista pôde atestar porque se chama assim este percurso. Daqui podem ver-se os vários promontórios, entre os quais o da Torre da Lapa, uma obra que faz parte de uma rede de vigilância costeira, que se supõe existir desde o século XVI e que, pela sua raridade, foi colocada em vias de classificação como Imóvel de Interesse Nacional.

TSF falou com pescadores e esteve a bordo de um barco à pesca do salmonete

A este respeito, Francisco Martins apontou para a existência de “um documentário em vídeo que dá suporte àquela recuperação” e recordou a existência de outro percurso: a dos Sete Vales Suspensos.

Já Ricardo Arrabaça, comandante da Capitania do Porto de Portimão, referiu que “o concelho de Lagoa é muito procurado, quer em terra, quer no mar”, mas reiterou as palavras do presidente, recordando a importância de respeitar as medidas de prevenção e a sinalização de segurança, como a distância das arribas, no topo e abaixo das mesmas.

A par do turismo de Natureza, o “Praia a Praia” falou com pescadores e esteve a bordo de um barco à pesca do salmonete, com Joaquim Albino e João Ângelo. A Associação de Pescadores de Ferragudo, dirigida por André Dias, foi criada para manter a tradição piscatória da vila, que foi criada em 1520, e “tentar dar melhores condições aos pescadores para que não abandonem a actividade, e manter algumas pequenas tradições, como é o caso da procissão da Nossa Senhora da Conceição, padroeira da vila”.

A TSF ouviu também Nuno Pedro e Manuel Noites, dirigentes na área do Basquetebol da Associação Cultural e Desportiva de Ferragudo (ACD). Com 40 anos de vida e 200 atletas, a modalidade tem conquistado muitos títulos, sobretudo nos últimos 3 anos, na classe feminina. “Fomos campeões regionais de Sub-14 e Sub-16; este ano conseguimos ter quatro atletas nas selecções nacionais, incluindo a Beatriz Santos, que representou a nossa Selecção numa prova internacional, nos Jogos da CPLP, em S. Tomé e Príncipe. Ainda não fomos campeões nacionais mas é esse o objectivo para a próxima temporada, mais concretamente no Escalão Sub-16 Feminino”, disse Manuel Noites.

Facebook Comments

Comentários no Facebook