Pronta acção dos veterinários ajudou a salvar animais em fogos Monchique

Pronta acção dos veterinários ajudou a salvar animais em fogos Monchique

325
PARTILHE
09Foto da página FB dos Bombeiros Portugueses, 6 Agosto
Foto da página FB dos Bombeiros Portugueses, 6 Agosto

A imediata mobilização de médicos veterinários durante o incêndio na serra de Monchique ajudou a salvar muitos animais feridos, que necessitavam de cuidados urgentes, disse esta segunda-feira, 27 de Agosto, à Lusa o bastonário da Ordem dos Médicos Veterinários.

Jorge Cid afirmou que a situação esteve “muito mais controlada”, com “muito menos vítimas” do que as registadas durante o incêndio em Pedrógão Grande, no ano passado, mas ressalvou que o número de animais de produção na serra de Monchique é muito menor relativamente ao Centro do país.

“Houve uma prevenção maior e uma articulação perfeita entre as várias entidades, os médicos veterinários foram imediatamente para o terreno e conseguiram rapidamente minorar o problema”, referiu, sublinhando que houve também relatos de animais selvagens que foram tratados pelas equipas de veterinários.

Segundo Jorge Cid, alguns javalis bebés e pelo menos uma raposa tiveram de ser tratados e alimentados à mão devido a problemas de queimaduras e inalação de fumos, sendo difícil contabilizar a quantidade de animais selvagens que morreram no incêndio, o que só é possível apurar no terreno, através dos cadáveres encontrados.

Comentários no Facebook