Proteja-se do calor! Conselhos da DGS para os próximos dias

Proteja-se do calor! Conselhos da DGS para os próximos dias

204
PARTILHE
Situação na Europa, que regista uma onda de calor, não está a afectar o território de Portugal continental
Tempo muito quente e seco deve fazer-se sentir pelo menos até 5 de Agosto (Foto: D.R.)

A mudança da situação meteorológica a partir de dia 1 de Agosto, com o estabelecimento de um anticiclone sobre a Península Ibérica e o surgimento de um fluxo do quadrante leste, irá originar aumento significativo da temperatura e a descida da humidade relativa em Portugal continental.

Para 2 e 3 de Agosto prevêem-se temperaturas máximas de 35ºC na generalidade do território.

As temperaturas mínimas acompanham esta subida, prevendo-se “noites tropicais” com temperaturas acima dos 20ºC, podendo mesmo ser superiores a 25ºC nalguns locais, em particular na noite de 2 para 3 de Agosto.

Esta situação meteorológica, de tempo muito quente e seco, deverá persistir pelo menos até dia 5 de Agosto.

- Pub -

Assim, para se proteger dos efeitos negativos do calor intenso, a Direcção-Geral de Saúde (DGS) recomenda:

– Procurar ambientes frescos (preferencialmente climatizados)

– Evitar que o calor entre dentro das habitações; correr as persianas, ou portadas e mantenha o ar circulante dentro de casa; refrescar a habitação e evite ligar fornos.

– Beber água ou sumos de fruta natural sem açúcar e evitar o consumo de bebidas alcoólicas; Evitar a exposição directa ao sol, principalmente entre as 11 e as 17 horas – Utilizar roupa solta (algodão), que cubra a maior parte do corpo, chapéu de abas largas e óculos de sol;

– Utilizar protector solar com factor > 30 e renovar a sua aplicação de 2 em 2 horas;

– Escolher as horas de menor calor para viajar de carro.

– Não permanecer dentro de viaturas estacionadas e expostas ao sol, nem deixe os animais domésticos no carro;

– Evitar actividades que exijam grandes esforços físicos;

– Dar atenção especial a grupos mais vulneráveis ao calor, tais como: crianças, idosos, doentes crónicos, grávidas, pessoas com mobilidade reduzida, trabalhadores com actividade no exterior e pessoas isoladas;

– Ofereça água aos recém-nascidos, crianças, pessoas idosas e pessoas doentes porque podem não manifestar sede;

– Os doentes crónicos ou sujeitos a medicação e/ou dietas específicas devem seguir as recomendações do médico assistente;

– As crianças com menos de seis meses não devem ser sujeitas a exposição solar, devendo evitar-se a exposição directa de crianças com menos de três anos (usar roupa e protector solar >50)

Comentários no Facebook