Crianças internadas em pediatrias embarcam no Navio Escola Sagres

Crianças internadas em pediatrias embarcam no Navio Escola Sagres

275
PARTILHE
navio escola sagres
A bordo seguem desenhos feitos por estes jovens que narram os 700 anos da Marinha Portuguesa (Foto: D.R.)

Cerca de 20 crianças internadas em pediatrias do Sistema Nacional de Saúde (SNS) vão embarcar, por um dia, no Navio Escola Sagres, onde, a bordo, seguem desenhos feitos por estes jovens que narram os 700 anos da Marinha Portuguesa.

No âmbito do projeto ‘Marinheiros da Esperança’, crianças e jovens internados em várias pediatrias do país fizeram desenhos e ilustram num livro a relação de Portugal com o mar. Estes desenhos e o livro estão a bordo do Navio Escola Sagres desde 27 de Abril, quando o navio partiu do Alfeite e rumou aos Estados Unidos, Canadá, Curaçao e Colômbia, regressando depois a Portugal pelos Açores, além de passar por Faro.

Esta viagem do Navio Escola Sagres termina no domingo com o embarque destas 20 crianças que participaram no projecto, além das respetivas famílias, explicou à Lusa Ana Príncipe, do Hospital de São João, no Porto, e responsável pelos projectos organizados nas pediatrias do SNS.

As crianças, internadas no Instituto Português de Oncologia de Lisboa e hospitais de Santa Maria, Santo António, São João, Matosinhos e Viseu, vão entrar a bordo às 9 horas na Marina de Cascais e o desembarque acontece, ao final da manhã de domingo, na Base Naval de Lisboa.

Antes desta viagem, várias crianças internadas em pediatrias já visitaram o navio para lhe dar as boas-vindas a Portugal, como foi o caso dos ‘marinheiros da esperança’ de Ponta Delgada, Faro, Portimão e Portalegre, adiantou.

Ana Príncipe afirmou que o projeto ‘Marinheiros da Esperança’ nasceu inspirado nas comemorações dos 700 anos da Marinha Portuguesa e resultou num livro que ilustra, com desenhos realizados por crianças e jovens internados nas pediatrias, “momentos da extraordinária relação de Portugal com o mar”.

A mesma responsável referiu que o livro foi oferecido à Marinha Portuguesa em 2017, que depois embarcou no Navio Escola Sagres, além de ter também a bordo outros desenhos feitos por estas crianças e que narram, “em termos resumidos”, o que está dentro da ilustração, disse.

Ana Príncipe afirmou ainda que “a viagem começa porque o livro está a bordo do Sagres para ser entregue às representações diplomáticas portuguesas nos vários postos de mar por onde passou”.

Esta viagem a bordo do Navio Escola Sagres vai também permitir que estas crianças e jovens internadas nas várias pediatrias do país possam completar a página em branco que foi deixada no livro inspirado nos 700 anos da Marinha Portuguesa.

“O livro termina com uma folha em branco para permitir que cada criança possa fazer a sua viagem virtual sobre o futuro”, concluiu.

Facebook Comments

Comentários no Facebook