Exposição em Silves assinala o centenário da gripe pneumónica

Exposição em Silves assinala o centenário da gripe pneumónica

468
PARTILHE
Esta gripe matou matou mais de 50 mil pessoas em Portugal (Foto: Arquivo Global Imagens)

A Exposição “Documento do Mês” de Outubro, que está patente no edifício dos Paços do Concelho de Silves (zona de atendimento ao público), dá destaque ao Centenário da Gripe Pneumónica, a pandemia mais mortífera de todos os tempos. A mostra foi preparada pelo Arquivo Municipal da Câmara de Silves.

Esta gripe, também conhecida por “gripe espanhola”, tornou-se a pandemia mais mortífera de todos os tempos, tendo matado mais de 50 mil pessoas em Portugal e entre 50 e 100 milhões no mundo inteiro, não poupando nenhuma classe social.

Em Portugal os primeiros casos ocorreram em Maio de 1918, propagando-se rapidamente pelo país, fazendo-se sentir o pico de maior intensidade nos meses de Outubro e Novembro, atingindo praticamente os jovens-adultos.

A entrada da doença no concelho de Silves ocorreu na segunda semana de Outubro do referido ano, atingindo grandes proporções, falecendo em apenas vinte e dois dias 168 indivíduos, só na freguesia de Silves.

Mais informação disponível AQUI.

Facebook Comments

Comentários no Facebook