Grupo Pestana investe três milhões de euros na construção da Pousada de...

Grupo Pestana investe três milhões de euros na construção da Pousada de Vila Real

529
PARTILHE
As futuras instalações da Pousada de Portugal de Vila Real de Santo António (Fotos: D.R.)

O grupo Pestana vai dar início à construção da Pousada de Vila Real de Santo António. A unidade ficará sediada em quatro imóveis de interesse histórico – propriedade do município e da empresa municipal Sociedade de Gestão Urbana – e irá contar com 57 quartos, dispondo ainda de restaurante e sala de eventos.

O conceito hoteleiro do projecto está alicerçado na história de Vila Real de Santo António, criando um novo segmento turístico baseado no património e na cultura local.

O investimento privado do Grupo Pestana, responsável pela gestão da rede nacional de pousadas, está cifrado em três milhões de euros e deverá gerar 30 postos de trabalho.

Prevê-se que as obras de reabilitação e transformação dos edifícios – localizados na Praça Marquês de Pombal – tenham a duração de cerca de um ano.

- Pub -

Esta operação faz também parte da estratégia de recuperação do conjunto edificado da cidade e contribuirá fortemente para a sua notoriedade, promovendo a diferenciação do destino através de um turismo de qualidade superior e cultural.

O Centro Histórico de Vila Real de Santo António é um excelente exemplo da arquitectura e do urbanismo do século XVIII

Para Conceição Cabrita, presidente da Câmara Municipal de VRSA, “o trabalho de requalificação levado a cabo no Centro Histórico de VRSA e no seu património são factores que contribuíram para que o grupo Pestana investisse no concelho e na valorização do seu património”.

No Algarve, o Pestana Hotel Group conta já com 16 unidades hoteleiras: 13 Pestana Hotels & Resorts e 3 Pousadas de Portugal (Palácio de Estoi, em Faro, Fortaleza de Sagres e Convento de Tavira). Esta será a quarta Pousada de Portugal regional e a 17ª unidade Hoteleira do Grupo Pestana no Algarve.

De salientar que o Centro Histórico de Vila Real de Santo António constitui, na actualidade, um excelente exemplo da arquitectura e do urbanismo do século XVIII e possui um Plano de Pormenor de Salvaguarda do Núcleo Pombalino, o que levou à constituição da primeira Área de Reabilitação Urbana (ARU) do país e à implementação do primeiro programa Jessica a sul do Tejo.

Facebook Comments

Comentários no Facebook