Rebentamentos ao largo da Ilha da Culatra geram indignação

Rebentamentos ao largo da Ilha da Culatra geram indignação

1036
PARTILHE
"O chão estremece por todo o lado (...), os animais ficam loucos e quase que se tem um enfarte só por ouvir as bombas a estoirar” confirma Joana Leonardo (Foto D.R.)
“O chão estremece por todo o lado (…), os animais ficam loucos e quase que se tem um enfarte só por ouvir as bombas a estoirar” confirma Joana Leonardo (Foto D.R.)

“Desde ontem, já contei sete rebentamentos (4 ontem e 3 hoje). O chão estremece por todo o lado; sai um géiser da água com alguns 20 metros de altura… os animais ficam loucos e quase que se tem um enfarte só por ouvir as bombas a estoirar” confirma Joana Leonardo num comentário público.

O alerta foi dado hoje na página de FB do movimento SOS Ria Formosa, que afirma não ser “de admirar que volta e meia, dêem à costa explosivos que têm depois de ser desactivados como já tem acontecido inúmeras vezes a última das quais em Novembro de 2015”.

Em tom de indignação, o SOS Ria Formosa lamenta que “ao mesmo tempo que se querem demolir casas em nome do Ambiente (…), o Estado português permite que se façam rebentamentos a cerca de uma milha da costa da Ilha da Culatra”.

E desafia o Ministro [do Ambiente] a responder à questão: “Será que o meio ambiente não se altera sempre que apanha com uma munição em cima?!”

“Dizem que não existem rebentamentos há anos, pois eles ai estão outra vez e são bem audíveis”, conclui o SOS Ria Formosa.

[Link em: https://www.facebook.com/SOSRiaFormosa/photos/a.1558368297765091/2143692852565963/?type=3&theater]

Facebook Comments

Comentários no Facebook